ANÁLISE PRELIMINAR DA CONTROLADORIA DA CIDADE DE SALVADOR

  • João Marcelo Pitiá Barreto
  • Eduardo Fausto Barreto
  • Maria da Graça Pitiá Barreto
Palavras-chave: Controladoria Pública, Governança, Salvador, SEFAZ.

Resumo

A Controladoria tem sido alvo de estudos e destaque de análises e reflexões dos estudiosos das ciências que têm como foco o campo gerencial das organizações como a da Administração e Contabilidade. É importante observar a contribuição da Controladoria à governança pública, fundamento de uma gestão democrática e participativa. Nesse contexto, insere-se o objetivo deste estudo, refletir sobre atuação da controladoria pública da cidade de Salvador, observando a contribuição efetiva na governança nesse município. Os estudos foram desenvolvidos na Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do município a quem Controladoria vincula-se. Com caráter exploratório, essa investigação descritiva envolveu pesquisa de campo, análise de documentos e relatórios emitidos pela SEFAZ e pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). Verificou-se o organograma da SEFAZ, seu orçamento e os pareceres do TCM. Os resultados expressam a importância da Controladoria e denotam a impressão de que, na instituição estudada, essa área não esteja cumprindo bem seu papel. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Marcelo Pitiá Barreto
Possui graduação em Administração e em Contabilidade, Mestrado em Contabilidade pela Universidade Federal da Bahia e Doutorando em Administração, també, pela Univerdade Federal da BAhia. Atuou como auditor na PricewaterhouseCoopers. Atualmente, trabalha com auditoria contábil, com enfoque em tributos e controle interno e, no campo acadêmico, é professor da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia e pesquisador do Núcleo de Pesquisas de Gestão Empresarial. Tem experiência na área de Administração de Empresas, com ênfase em auditoria, controladoria, gestão de custos, gestão de empresas familiares.

Referências

ALMEIDA, Lauro B de, PARISI, Cláudio e PEREIRA, Carlos Alberto – Controladoria. In CATTELI, Armando (Coord.) Controladoria: uma abordagem da gestão econômica – GECON, 2 ed. São Paulo: Atlas, 2009.

ANDRADE E ROSSETI (2006)

BABIC, V. Corporate governance problems in transition economies. Winston-Salem: Wake Forest University, Social Science Research Seminar, 2003.

BARRETO, Maria da Graça Pitiá. Controladoria na Gestão: a relevância dos custos da qualidade. São Paulo: Saraiva, 2008.

BORINELLI, Márcio Luiz. Estrutura Conceitual da Controladoria: Sistematização à luz da teoria e da práxis. Tese de Doutorado em Controladoria e Contabilidade defendida junto ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. 341 páginas. São Paulo: USP, 2006.

CADBURY, Adrian. The future of governance; the rules of the game. Journal of General Management, v. 24, 1999.

CAMPIGLIA, Américo Oswaldo e CAMPIGLIA, Oswaldo Roberto. Controles de Gestão. S.Paulo: Atlas, 1995

CARVALHO, Marcelo. Cidades: Identidade e Gestão. São Paulo: Saraiva, 2009.

CATELLI, Armando (Coord.). Controladoria: Uma abordagem da GECON. São Paulo: Atlas, 1999.

Constituição Federal do Brasil, 1988. Constituição do Estado da Bahia, 1989.

DIXIT, A. Incentives and Organizations in the Public Sector: An Interpretative Review, The Journal of Human Resources, 37(4)/; 696-727.

FIGUEIREDO, Sandra e CAGGIANO, Paulo César. Controladoria: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, 1997.

FURTADO, Celso. Quando o futuro chegar. In SACHS et al. Brasil: um século de transformações. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

GIAMBIAGI, Fábio e ALÉM, Ana Cláudia. Finanças Públicas: teoria e prática no Brasil. 3ª. Edição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

GONÇALVES, Carlos Alberto e MEIRELLES, Anthero de Moraes. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2004

HORN, Murray. J. Political economy of public administration: institutional choice in the public sector. Cambridge: Cambridge University Press, 1995

IBGC. Disponível em . Site do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. Acesso em 27/03/12.

JENSEN, Michael C. and MECKLING, William H. Theory of the Firm: Managerial Behavior, Agency Costs and Ownership Structure. Harvard: Journal of Financial Economics, October, 1976, V. 3, no. 04, pp 305-360

KANITZ, Stephen Charles. Controladoria: Teoria e Estudo de Casos. São Paulo: Pioneira,1976.

LAFER, Celso – O Brasil e o Mundo. In SACHS et al. Brasil: um século de transformações. São Paulo: Companhia das Letras, 2001, p. 162 a 221.

LANGLEY, Ann. Strategies for theorizing from process data. Academy of Management Review, 1999. Vol. 24. No. 4, 691-710.

NASCIMENTO M. Auster, BIANCHI Marcia. Um estudo sobre o papel da controladoria no processo de redução de conflitos de agência e de governança corporativa. In: Congresso de Contabilidade e Controladoria da USP, 2005, São Paulo. Anais do V Congresso de Contabilidade e Controladoria da USP, 2005.

NORTH, Douglas. Instituitions. In The Journal of Economic Perspectivies. Vol 5. No.1 (Winter, 1991) PP. 97-112

OLIVEIRA, Djalma de P. Rebouças. Planejamento Estratégico: Conceitos, Metodologia, Práticas. 13ª. Edição. São Paulo: Atlas, 1999.

OLIVEIRA, Gilson Batista de. Uma discussão sobre o conceito de desenvolvimento. In Revista da FAE. Curitiba: v.5, n.2, p.37-48, maio/ago. 2002

PADOVEZE, Clóvis Luis. Controladoria Estratégica e Operacional: conceitos, estrutura, aplicação. São Paulo: Pioneira Thomson, 2003.

PEREIRA, Bresser. Do Estado Patrimonial ao Gerencial. In SACHS et al. Brasil: um século de transformações. São Paulo: Companhia das Letras, 2001, p. 222 a 259.

PEREZ JUNIOR, José H., PESTANA, Armando O. e FRANCO, Sérgio Paulo C. - Controladoria de Gestão. São Paulo: Atlas, 1995.

Resolução 1120/05 do Tribunal de Contas dos Municípios do estado da Bahia.

WATTS, Ross. L; ZIMMERMN, Jerold. L. Positive Accouting Theory. New Jersey: Prentice-Hall, 1986. _________________________Positive Accounting Theory: a Ten Year Perspective. University of Rochester. The Accounting Review. Vol 65. No. 1 – jan/1990; pp 131 -156.

Publicado
2012-06-12
Métricas
  • Visualizações do Artigo 940
  • ARTIGO downloads: 368
Seção
Artigos