UTILIZAÇÃO DO ESPAÇO ESCOLAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • ROSÂNGELA OLIVEIRA
  • MATEUS SOUZA
Palavras-chave: Educação Infantil, Socioespacial, Espaço Escolar

Resumo

O presente artigo refere-se à comunicação de um dentre os conteúdos conquistados mediante pesquisa qualitativa voltada à análise sobre a Construção Simbólica na Criança: contribuição para uma Proposta Pedagógica Inovadora. O conteúdo comunicado neste artigo, está centrado na utilização do espaço escolar na Educação Infantil. A coleta de dados foi realizada em três etapas; os participantes da pesquisa foram 08 professoras de Educação Infantil e 44 crianças cujos pais assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), sendo de ambos os sexos, e de faixa etária de 5 a 6 anos, dos Grupos 5A e 5D, respectivamente, dos turnos matutino e vespertino. Os episódios de interações socioespaciais foram analisados a partir de algumas categorias definidas a priori pela obra de Piaget (1970) em Epistemologia Genética, que são: Faixa etária, gênero, composição grupal, tipo de interação interpessoal, tipos de interação espaciais (Estilo: solitário, independente, assimétrico, complementar) e (Caráter social: agnóstico e pró-social). Evidenciou-se que o espaço escolar necessita ser reconhecido como um aliado às práticas pedagógicas por ser de fundamental importância para a aprendizagem das crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-26
Métricas
  • Visualizações do Artigo 128
  • PDF downloads: 172
Seção
SIMCAES – Representações socioespaciais, ensino e aprendizagens significativas