AS CRIANÇAS COMO PESQUISADORAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA SOBRE UMA PRÁTICA INOVADORA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • LÍLIAN MATOS DA SILVA
Palavras-chave: Criança, Pesquisa, Vivências

Resumo

Este trabalho compreende um relato de experiência desenvolvido num Centro Municipal de Educação Infantil, da cidade de Salvador, Bahia, com crianças de três a quatros anos de idade. Para além de uma descrição sobre um projeto inovador desenvolvido em âmbito educacional, este texto objetiva apresentar a criança como participante e pesquisadora ativa do seu mundo de vivências, questionando e investigando algo que lhe inquiete, trilhando o seu caminho autoral. Nesse processo, destaca-se uma prática inovadora desenvolvida a partir dos conhecimentos prévios dos alunos, dos diálogos coletivos, dos questionamentos, da valorização em torno das vivências e do uso de uma tecnologia aprazível (Fotografia) para os sujeitos ativos, desenvolvendo uma pesquisa orientada por adultos, mas conduzida pelas crianças, destacando o fazer investigativo dos infantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-26
Métricas
  • Visualizações do Artigo 337
  • PDF downloads: 300
Seção
CINTERGEO – Educação, práticas pedagógicas inovadoras e (com)temporaneidade