USO DAS TICs NO ATENDIMENTO PSICOPEDAGÓGICO PARA A PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

  • MATHEUS WISDOM PEDRO DE JESUS
Palavras-chave: Psicopedagogia, TICs, Deficiência Intelectual, Covid-19

Resumo

As mudanças no cenário mundial decorridos da pandemia da covid-19 fez com que várias organizações sociais precisassem reinventar suas práticas com a finalidade de contemplar os usuários atendidos. Esta pesquisa traz experiências sobre o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) no atendimento psicopedagógico para a pessoa com deficiência intelectual em uma instituição especializada de Salvador – Bahia, a saber, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE). A questão norteadora do trabalho pautava-se em compreender como os educandos com deficiência intelectual experienciaram o uso de recursos tecnológicos no atendimento psicopedagógico através de aplicativos de videoconferências e softwares educativos. Buscou-se, para tanto, refletir sobre como as estratégias psicopedagógicas baseadas nas TICs podem auxiliar o desenvolvimento dos usuários, identificar quais instrumentos tecnológicos acessíveis estão disponíveis para uso mediado e analisar a necessidade de instrumentalização da família no processo de assistência virtual remota ao filho com deficiência durante a pandemia. Por entender a necessidade de haver representatividade de como os discentes expressam suas ações e a interpretação dessa nova realidade social sem quantificar dados, a metodologia empregada na pesquisa foi fenomenológica de abordagem qualitativa. Foram realizadas, também, entrevistas semiestruturadas com educandos e famílias para compreender a efetividade da ação e como a nova proposta de atendimento atendeu as especificidades de cada um ou se há lacunas a serem preenchidas. Os resultados mostram que com mediação adequada e instrumentalização de usuários com deficiência intelectual e suas respectivas famílias é possível realizar os atendimentos psicopedagógicos e atingir os mesmos objetivos pré-estabelecidos na modalidade presencial. Todavia, a ausência de pesquisas e o não levantamento de dados sobre a esta temática no contexto da pandemia ainda são entraves para melhor elucidação de propostas de equidade e acessibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-08-30
Métricas
  • Visualizações do Artigo 301
  • PDF downloads: 153
Seção
Categoria I: Pesquisadores da Graduação e Pós-graduação