JUSTIÇA TEÓRICO-POLÍTICA DO MATRIARCADO: A VOZ DAS/OS SOBREVIVENTES DAS VIOLÊNCIAS SEXUAIS EM TEMPOS DE CONFLITO NA RDCONGO (1997-2018)

  • Bas´Ilele Malomalo
Palavras-chave: Justiça, Violências Sexuais, Estupro, Mulheres, RD Congo

Resumo

Esse trabalho apresenta o pensamento das/os sobreviventes das violências sexuais de guerras que ocorreram desde 1997 na RD Congo e dos conflitos pós-guerras que se sucederam até 2018. Essa última data foi escolhida porque marca a publicação do relatório que serve como fonte primária desse artigo. Defende-se que se trata de um documento que foi elaborado pela força teórico-política do matriarcado congolês contemporâneo com suas ramificações nacionais, continentais e internacionais assente numa perspectiva intersecional na construção paz que só seria possível praticando-se a justiça de gênero, étnica, ambiental e cognitiva. O autor, ao reconhecer o mérito dos argumentos teóricos e políticos das mulheres que elaboraram o relatório em análise, contenta-se em realizar o trabalho de tradução não somente como mera elucubração acadêmica, mas sobretudo como forma de denunciar os crimes cometidos contra mulheres congolesas e solidarizar-se com elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-14
Métricas
  • Visualizações do Artigo 164
  • PDF downloads: 128