A heterogeneidade discursiva no discurso de Dilma Rousseff: uma análise do discurso relatado na sua carta de defesa e no seu último pronunciamento enquanto presidenta

Andrêssa Santos Galvão

Resumo


No presente artigo analisamos, no âmbito da Análise de Discurso de filiação pecheuxtiana, o discurso da presidenta Dilma Vana Rousseff. Tomamos como corpus empírico a carta de defesa enviada, pela então presidenta, ao Senado Federal, em 16 de agosto de 2016; e seu último pronunciamento, enquanto presidenta, antes de sua defesa final, em 29 de agosto do referido ano, com o objetivo central de analisar a heterogeneidade discursiva presente nos documentos citados. Para tanto, centramos a análise na heterogeneidade mostrada (marcada ou não), através do discurso relatado, atentando para: i. o discurso relatado marcado; ii. o discurso relatado indireto formal; iii. o discurso relatado indireto informal; iv. Os efeitos de sentido decorrentes da heterogeneidade discursiva.


Palavras-chave


Heterogeneidade discursiva; Discurso relatado; Discurso-outro, Discurso de Dilma; Formação discursiva.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2176-5782

Classificação Qualis CAPES: Linguística e Literatura - B3

Indexadores:

        

 

 Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.