+Lugar: Um Aplicativo Gamificado Destinado à Saúde Coletiva

Murilo G Arouca, Isa Beatriz C. Neves, Ricardo L. Brito

Resumo


Na atual conjuntura, o desenvolvimento tecnológico possibilitou a convergência da cartografia para o espaço no âmbito digital, permitindo o seu aprimoramento e evolução de forma notável. Nesse panorama, o mapeamento participativo pode ser facultado à população de forma ainda mais eficiente, pois, em detrimento dos componentes tecnológicos incorporados aos dispositivos móveis, tornou-se muito mais fácil coletar dados geográficos por meio desses artefatos. Desse modo, com o notável crescimento dos impactos provocados pelas zoonoses e a degradação ambiental, principalmente em regiões com grandes conglomerados habitacionais e poder aquisitivo reduzido, destaca-se a oportunidade de aliar as mecânicas da gamificação em prol da saúde coletiva e redução de desigualdades. Dessa forma, o presente trabalho tem como objetivo apresentar um aplicativo para dispositivos móveis que foi desenvolvido para possibilitar a realização do mapeamento participativo, contemplando com êxito todo o processo de coleta e armazenamento de dados. 



Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, F. E., ANJOS, R. S., ROCHA-FILHO, G. B., 2017. Mapeamento Participativo: Conceitos, Métodos e Aplicações. Bol. geogr., Maringá, v. 35, n. 2, p. 128-140.

BARCELLOS, C. de C., RAMALHO, W. M., 2002. Situação atual do Geoprocessamento e da análise de dados espaciais em saúde no Brasil. Informática Pública, Belo Horizonte, v. 4, n. 2, p. 221-230.

BARCELLOS, C. de C., RAMALHO, W. M., GRACIEL, R., MAGALHÃES, M. de A. F. M., FONTES, M. P., SKABA, D., 2008. Georreferenciamento de dados de saúde na escala submunicipal: algumas experiências no Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 17, n. 1, março, p. 59-70.

BIDAISEE, S., MACPHERSON, C. N. L., 2014. Zoonoses and One Health: A Review of the Literature. Journal of Parasitology Research, vol. 2014, 8 pages, 2014.

CUTLER, S. J., FOOKS, A. R., VAN DER POEL, W. H. M., 2010. Public Health Threat of New, Reemerging, and Neglected Zoonoses in the Industrialized World. Emerging Infectious Diseases, v.16, n.1, jan, p. 1-7.

DASZAKA, P.; CUNNINGHAMB, A.A.; HYATTC, A.D. 2001. Anthropogenic environmental change and the emergence ofinfectious diseases in wildlife. Acta Tropica, v. 78, n. 2, fev, p. 103-116.

MARTINELLI, M., GRAÇA, A. J. S., 2015. Cartografia Temática: Uma Breve História Repleta De Inovações. Revista Brasileira de Cartografia. 67. 913-928.

MAZET, J. A. K., CLIFFORD, D. L., COPPOLILLO, P. B., DEOLALIKAR, A. B., ERICKSON, J. D., KAZWALA, R. R., 2009. A ‘‘One Health’’ Approach to Address Emerging Zoonoses: The HALI Project in Tanzania. PLoS Medicine, v. 6, n. 12, dez, p. 1-6.

MONKEN, M., BARCELLOS, C. de C., 2005. Vigilância em saúde e território utilizado: possibilidades teóricas e metodológicas. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, junho, p. 898-906.

MOREIRA, S. A. G., Cartografia multimídia: interatividade em projetos cartográficos. 2010. 123 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2010.

PORTUGAL, J. L., 2003. Sistema de Informações Geográficas para o Programa de Saúde da Família. 2003. 151f. Tese de Doutorado – Escola Nacional de Saúde Pública.

ROCHA, R. dos S. da., 2002. Exatidão Cartográfica para as Cartas Digitais Urbanas. 2002. 126f. Tese de Doutorado – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

SALYER, S. J., SILVER, R., SIMONE, K., BEHRAVESH, C. B., 2017. Emerging Infectious Diseases, v. 23, dez, p. 57- 64.

SCHLEMMER, E., 2014. Gamificação em espaços de convivência híbridos e multimodais: Design e cognição em discussão. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 23, n. 42, dez, p. 73–89.

SILVA, J. X. da, MARINO, Tiago B., 2011. A Geografia no Apoio à Decisão em Situações de Emergência. Revista Geográfica de América Central, Costa Rica, Vol. 2, julho, p. 1-14.

SILVA, L. L. B., PIRES, D. F., NETO, S. C., 2015. Desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis:tipos e exemplo de aplicação na plataforma IOS. Franca/SP.

SILVA, M. M. da, SANTOS, M. T. P., 2014. Os paradigmas de desenvolvimento de aplicativos para aparelhos celulares. Revista TIS, v. 3, n. 2, p. 162–170.

SILVA, P. R. F de A. e, 2013. Cartografando a Construção do Conhecimento Cartográfico no Ensino da Geografia. 2013. 254f. Tese de Doutorado – Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

SOUZA, L. H. de F., FERREIRA, I. L., RODRIGUES, S. C., 2004. Cartografia Digital Aplicada ao Mapeamento

Geomorfológico. Sociedade e Natureza, Uberlândia, v. 16, n. 30, jun, p.133-144.

VIANNA, Y., VIANNA, M., MEDINA, B., TANAKA, S., Como reinventar empresas a partir de jogos. Rio de Janeiro: MJVPRESS, 2013. 116 p. (1, 1). ISBN 978-85-65424-09-7


Apontamentos

  • Não há apontamentos.