Dependência química e o cenário dos mHEALTH

July Grassiely de Oliveira Branco, Francisca Bertilia Chaves Costa, Luiza Jane Eyre de Souza Vieira, Alanny Araújo Rocha, Ana Maria Fontenelle Catrib

Resumo


Objetivou-se identificar os aplicativos móveis sobre o uso de substâncias psicoativas disponíveis nos sistemas mobile. Trata-se de um estudo quantitativo, com abordagem descritiva, em que se identificou os aplicativos disponibilizados para downloads direcionados a dependência química na plataforma iOS e Android. A busca dos aplicativos foi realizada entre os meses junho a julho de 2016, utilizando como descritores: drogas, dependência química e substâncias psicoativas. A partir dessa busca identificou-se 34 aplicativos disponíveis, sendo nove da base iOS e 25 provenientes da plataforma Android, acerca do uso de substâncias psicoativas, com uma parcela significativa desses direcionados ao tratamento do uso abusivo de drogas por meio da abstinência total. Além disso, foi possível detectar que alguns desses estavam voltados para as ações de profissionais de saúde, sendo que em menor número. Diante ao exposto, percebeu-se que grande parte dos aplicativos disponibilizados têm como foco a abstinência total, sem pensar na possibilidade da redução de danos. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.