Uso de Games de Simulação de Agricultura no Ensino Técnico Agrícola

Fernando Hax, Raymundo Ferreira Filho, Luis Otoni Ribeiro

Resumo


Este trabalho analisa diferentes tipos de games de simulação de agricultura e suas possibilidades de uso no ensino técnico agrícola. Os games possuem grande potencial de serem utilizados no ensino técnico agrícola, em uma perspectiva baseada na aprendizagem tangencial. A aprendizagem tangencial defende a elaboração de games de entretenimento com conteúdos educacionais e games de simulação de agricultura, por suas próprias características, já apresentam estas qualidades. Os games analisados foram: SimFarm; Jonh Deere American Farmer; John Deere: Drive Green; Agricultural Simulator; Professional Farmer e Farming Simulator. A partir dos elementos destes games, foram destacados aqueles que possuem potencial de aprendizagem tangencial e então desenvolvidas três propostas de utilização destes games em sala de aula, todos com a perspectiva de promover a integração entre teoria e prática através de uma proposta baseada na resolução de problemas. 


Texto completo:

PDF

Referências


AGRICULTURAL SIMULATOR. 2015. Agricultural Simulator 2013. [Acessado em 17 fevereiro 2015].

ALVES, L. Games, Colaboração e Aprendizagem. 2012. In: KMI. Recursos Educacionais Abertos e Redes Sociais: coaprendizagem e desenvolvimento profissional. Maio de 2012. The Open University. Disponível em Acesso em Out. 2014.

ARRUDA, E. 2009. Games e aprendizagens: o game Age of Empires III desenvolve idéias e raciocínios históricos de jovens jogadores? Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Rio de Janeiro. 238 fls.

AZEVEDO, A.; RIBEIRO , L.; VIEIRA, E; FERREIRA FILHO, R. GRASSI, A. TIMM, M. 2009. Quimgame: jogo educacional para estudar química orgânica. In: VIII Brazilian Symposium on Games and Digital Entertainment, 8-10 Outubro, 2009, Rio de Janeiro, p. 244-250.. [Acessado em 17 fevereiro 2015].

BALASUBRAMANIAN, N; WILSON, B. 2006. Games and Simulations. In: Society For Information Technology And Teacher Education International Conference, 2006. Proceedings…v.1. 2006. . [Acessado em 17 fevereiro 2015].

BALBINOT, A; TIMM M.; ZARO, M. 2009. Aplicação de Jogos e Simuladores como Instrumentos para Educação e Segurança no Trânsito. Revista Novas Tecnologias na Educação. V. 7 Nº 1, Julho, 2009.

DANTAS, P. 2012. Jogos de Simulação no Treinamento de Gerentes de Projetos de Software. Dissertação de mestrado, área de Ciências em Engenharia de Sistemas e Computação. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro. 2012

ESCOLAGAMES. Tabuada do Dino. [Acessado em 17 fevereiro 2015].

FARMING SIMULATOR BRASIL. 2015. www.farming-simulator.com.br/ [Acessado em 17 fevereiro 2015].

FLOYD, D. 2008. Video games and tangential learning. . [Acessado em 17 fevereiro 2015].

GEE, J. Bons Videojogos + Boa Aprendizagem. 2009. Revista Perspectiva, v. 27, n. 1, 2009. [Acessado em 17 fevereiro 2015].

HAX, F.; FERREIRA FILHO, R. C. M.. 2014. Jogos de Simulação de Agricultura: Perspectivas de uso no Ensino Técnico Agrícola. Nuevas Ideas en Informática Educativa TISE 2014. Vol. 10 [Acessado em 17 fevereiro 2015].

JEDRYCHOWSKI, N. 2014. Everything You Need to Know About Farming Simulator 15: Unofficial Video Game Guide GRY-OnLine AS. 309 p.

MARCELO, A. 2008. Seminário sobre design de jogos. 2008. . / [Acessado em 17 fevereiro 2015].

MATTAR, J.. Games em educação: como os nativos digitais aprendem. 2010. São Paulo: Person Prentice Hall.

MOBY GAME. 2015. Sim Farm Review. [Acessado em 17 fevereiro 2015].

PIUZZI, G. 2011. El concepto de James Portnow y Daniel Floyd sobre aprendizaje tangencial para el aprendizaje de contenidos en videojuegos. E-innova, Madrid, n. 5, Jan. 2009. [Acessado em 17 fevereiro 2015].

PORTNOW, J. 2011. Power Tangencial Learning. Disponível em . Acesso em Out. 2014.

POSSA, R. 2011. Um estudo sobre os requisitos de jogos de simulação usados no ensino de engenharia de software. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2011.

PRENSKY, M. 2001. Digital Natives Digital Immigrants. In: Prensky, Marc. On the Horizon. NCB University Press, Vol. 9 No. 5, October (2001). . [Acessado em 17 fevereiro 2015].

PRENSKY, M. 2012. A aprendizagem baseada em Jogos Digitais. São Paulo: Editora do SENAC São Paulo, 2012. 546 p.

RIBEIRO, P.; TIMM M.; ZARO, M.. 2006. Modificações em Games e seu Uso Potencial como Tecnologia Educacional para o Ensino de Engenharia. Revista Novas Tecnologias na Educação. V. 4 Nº 1, Julho, 2006

STEPNIKOWSKI, M. 2014. Farm development - Professional Farmer 2014 Game Guide. Revised and Expanded Edition. GRY-OnLine AS. 107 p.

STEPNIKOWSKI, M.; MICHNIEWSKI, S. 2012. How To Succeed in Farming Simulator 2013: Unofficial Video Game Guide. GRY-OnLine AS. 233 p.VINICIUS, A. 2014. Recanto da Saudade. [Acessado em 17 fevereiro 2015].


Apontamentos

  • Não há apontamentos.