A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E O CRESCIMENTO DO NÚMERO DE PATENTES NA ÁREA MÉDICA

Arminda Ursula Pereira Baqueiro, Cleber Ferreira Sena, Wagna Piler Carvalho dos Santos

Resumo


O objetivo do presente artigo é apresentar a importância da utilização da tecnologia da inteligência artificial desde o seu surgimento até a atualidade, em todos os campos do conhecimento com um avanço exponencial no número de registro de patentes em todo o mundo, com ênfase da aplicação na área médica, possibilitando que inúmeras vidas sejam salvas devido a diagnósticos precoces, cirurgias menos invasivas, mais precisas e com redução do período pós operatório, gerando menores custos em todas as etapas, desde o diagnóstico até  a total recuperação do paciente. A metodologia utilizada no estudo foi a pesquisa qualiquantitativa, através de dados bibliográficos secundários, obtidos através de pesquisas em publicações, disponibilizadas em banco de dados e da prospecção na base de dados do The Lens. A partir dos resultados obtidos das análises realizadas nos documentos pesquisados é possível se constatar que a tecnologia da inteligência artificial surgiu para revolucionar o mundo onde vivemos e trabalhamos, com inovações disruptivas de dispositivos médicos, comprovadas através do elevado número de patentes na medicina, levando ao entendimento de que a máquina surgiu para conviver de forma simbiótica com o ser humano.


Palavras-chave


Inteligência Artificial, Medicina, Patentes

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei 9.279 de 14 de maio de 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Brasília, 1996. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2019.

GUARIZI, Débora Delfim; OLIVEIRA, Eliane Vendramini. ESTUDO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL APLICADA NA ÁREA AS SAÚDE. Colloquium Exactarum. v. 6, n. Especial, p. 26-37, Jul–Dez, 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL-INPI.Classificação de Patentes. Disponível em: . Acesso em: 8 set. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL-INPI. Classificação Cooperativa de Patentes (CPC) – Introdução: Módulo Avançado- Complementar I. Disponível em: . Acesso em: 8 set. 2019.

LENS.ORG. Disponível em: https://www.lens.org. Acesso em: 10 out. 2019.

LOBO, Luiz Carlos. Inteligência artificial, o Futuro da Medicina e a Educação Médica. Revista Brasileira de Educação Médica. v.42, n.3, pp.3-8, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2019.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL – OMPI. Estudo da OMPI sobre as Tendências da Tecnologia em 2019 sumário Executivo: Inteligência Artificial.Genebra, 2019. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2019.

RIBEIRO, R. Uma Introdução à Inteligência Computacional: Fundamentos, Ferramentas e Aplicações. Rio de Janeiro: IST-Rio, 2010.

TOPOL, Eric. The Patient Will See You Now: The Future of Medicine is in Your Hands. Basic Books, NY, 2015. Disponível em:. Acesso em: 20 out.2019.

WORLD INTELLECTUAL PROPERTY ORGANIZATION-WIPO. The story of Al in Patents. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Scientia: Revista Científica Multidisciplinar

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

TUTORIAL DE SUBMISSÃO

INDEXADORES:

Pergamum

Diadorim

Google Acadêmico

Sumários.org

e-ISSN 2525-4553

Qualis Periódicos (2017-2018): B3

PORTAL DA UNEB 

PORTAL DO IFBA

PORTAL DE PERIÓDICOS DA UNEB

 

 

estatisticas gratis