O PROCESSO DE SAÚDE-DOENÇA NA PERSPECTIVA DA TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL DE LEV SEMYONOVICH VYGOTSKY

Simone de Souza Montes, ANTONIO CARLOS DOS SANTOS SOUZA, HILDA CAROLINA DE JESUS RIOS FRAGA

Resumo


Este trabalho tem a finalidade de discutir o processo de saúde-doença  sob a ótica da teoria histórico-cultural alavancada por Lev Semyonovich Vygotsky, dentro de um contexto social, histórico e cultural, uma vez que as práticas de manutenção da saúde, muitas vezes, advêm de interações com o outro e com o meio. A saúde é um elemento fundamental  e um direito que deve estar assegurado para todos sendo uma obrigação de cada governo de cada país. Para que haja saúde, o ser humano deve estar em homeostase (equilíbrio) com o seu corpo físico, psíquico e meio social. Por outro lado, a doença é ocasionada por desequilíbrio deste sistema. Muitas vezes o agravo à saúde advém de práticas não saudáveis e de um meio social injusto, onde as necessidades primárias não são agraciadas. Como entender esse processo de saúde e doença em um contexto histórico, cultural e social? Diante da Teoria Histórico-Cultural de Vygotsky, é possível compreender esse processo porque o homem é um elemento social, histórico e que está em constante influência da cultura de si ou de outrem.  O presente trabalho está dividido da seguinte forma: definições de saúde, doença e o processo de saúde-doença na atualidade; as contribuições da teoria histórico-cultural de Vygotsky para a compreensão do processo de saúde-doença e o estudo da saúde; e as práticas de manutenção da saúde na perspectiva da teoria histórico-cultural. Como suporte metodológico foi utilizado um mapa conceitual para o olhar mais apurado nos conceitos mais importantes acerca do tema norteador e uma pesquisa bibliográfica em periódicos, sites e livros sobre a temática elucidada, com a busca dos seguintes descritores: saúde, processo saúde-doença, teoria histórico-cultural, Lev Semyonovich Vygotsky, práticas de saúde. Com este trabalho, almeja-se o aumento de pesquisas que possibilitem maiores discussões no contexto da saúde e da prevenção da doença, utilizando essa teoria como suporte de melhoria da saúde do homem e da sociedade. 


Palavras-chave


Processo. Saúde-Doença. Vygotsky. Teoria.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Gehysa Guimarães; AERTS, Denise. As práticas educativas em saúde e a Estratégia Saúde da Família. Ciência e saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.16, n.1, p.319-325, Jan. 2011. Disponível em: . Acesso em 13 Dez. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232011000100034.

BRASIL. Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde - FUNASA. Diretrizes de educação em saúde visando à promoção da saúde: documento base. Brasília: FUNASA, 2007.

______. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Cadernos de Educação Popular e Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2007a.

CAMPOS, Gastão Wagner de Souza. Sete considerações sobre saúde e cultura. Saúde e Sociedade. São Paulo, v.11, n.1, p.105-115, Julho 2002 . Disponível em: . Acesso em: 13 Dez. 2019.

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12902002000100011.

CASSOL, A., SCHNEIDER, S. Produção e consumo de alimentos: novas redes e atores. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, São Paulo, n.95, mai-ago 2015. Disponível em: Acesso em: 10 Dez. 2019.

COMIN, F. S.; FIGUEIREDO, I. A. Concepções de saúde, doença e cuidado em Primeiras estórias, de Guimarães Rosa. Saúde e Sociedade. São Paulo, v.27, n.3, p.883-897, 2018.

CZERESNIA, Dina; FREITAS, Carlos Machado de. Promoção da saúde: conceitos, reflexões e tendências. 2ª ed. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2009. 176 p.

FALKENBERG, M. B.; MENDES, T. de P. L.; MORAES, E.P. de; SOUZA, E. M. de. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 19(3):847-852, 2014.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17ª. ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1987.

GASPARIN, J.L. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2011.

LEMOS, M.; QUEROL, M. A.; ALMEIDA, I. M. A Teoria da Atividade Histórico-Cultural e suas contribuições à Educação, Saúde e Comunicação: entrevista com Yrjö Engeström. Revista Comunicação Saúde e Educação, v.17, n.46, p.715-27, jul./set. 2013.

LIBÂNEO, José Carlos. FREITAS, Raquel A. M. da M. Vygotsky, Leontiev, Davydov – Três Aportes Teóricos para a Teoria Histórico-Cultural e suas Contribuições para a Didática. In: IV CONGRESSO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 2006, Goiânia-GO. Anais [...]. Goiás: Universidade Católica de Goiás, 2006.

MARINHO, J.C.B.; SILVA, J. A. da; FERREIRA, M. A educação em saúde como proposta transversal: analisando os Parâmetros Curriculares Nacionais e algumas concepções docentes. História, Ciências, Saúde. Manguinhos, Rio de Janeiro, (22): 2, p.429-443, abr.-jun. 2015.

OMS. Organização Mundial da Saúde. The State of Food Security and Nutrition in the World Building Climate Resilience for Food Security and Nutrition. Washington D.C, 2018.

Nações Unidas no Brasil (ONUBR). Documentos Temáticos: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 1 · 2 · 3 · 5 · 9 · 14. Brasília, 2017.

REGO, Teresa Cristina. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 12ª ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

SANTOS, Telma Temoteo; MEIRELLES, Rosane Moreira Silva da. Educação em saúde como um processo sociocultural e histórico: diálogos com a teoria de Vygotsky. Educação em Saúde e Educação em Ciências, 2017. In: XI Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – XI ENPEC Anais [...]. Santa Catarina: Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

SCLIAR, Moacyr. História do Conceito de Saúde. Physis - Revista de Saúde Coletiva. 2007.

SILVA, Amós Coelho da. A Sátira X de Juvenal. Principia. Revista do Departamento de Letras Clássicas e Orientais do Instituto de Letras – LECO. INSTITUTO DE LETRAS – CEH. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Ano 12, Nº. XVIII, p.53-59, 2009.

VALLE, Denise. Sem bala mágica: cidadania e participação social no controle de Aedes aegypti. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Brasília, v. 25, n.3, p. 629-632, set. 2016 . Disponível em: . Acesso em: 13 Dez 2019. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742016000300018.

VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento sustentável: o desafio do século XXI. Rio de janeiro: Garamond, p. 34, 2010.

VYGOTSKY, L. S. Psicologia pedagógica. 3ª ed. São Paulo: Editora WMF. Martins Fontes, 2011.

ZAMONER. Angela. Contribuições da Teoria Histórico-cultural para o currículo escola. In: X ANPED Sul, 2014. Anais [...] Florianópolis, Escola de Educação Básica Cândido Ramos, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Scientia: Revista Científica Multidisciplinar

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

TUTORIAL DE SUBMISSÃO

INDEXADORES:

Pergamum

Diadorim

Google Acadêmico

Sumários.org

e-ISSN 2525-4553

Qualis Periódicos (2017-2018): B3

PORTAL DA UNEB 

PORTAL DO IFBA

PORTAL DE PERIÓDICOS DA UNEB

 

 

estatisticas gratis