TIC, interfaces e formação docente na difusão do conhecimento em EJA

Amilton Alves Souza, Alfredo R. Matta, António Quintas Mendes

Resumo


Neste artigo nos propomos a analisar como as experiências de si contribuem na formação docente continuada. Propomos como objetivos específicos, identificar  as percepções docentes sobre as experiências de si e a subjetividade; perceber quais modelos de experiências são construídos na sala de aula, tendo as TIC como interface; e, refletir epistemologicamente sobre as experiências si, subjetividade, difusão do conhecimento e formação docente, a partir das experiências da escola. O problema investigado teve a seguinte questão: como pensar a formação docente continuada, a partir da experiência de si? Essa investigação utilizou a abordagem qualitativa com instrumento questionário  online, o qual contempla questões de formação docente, subjetividade e TIC com foco, a fim de estabelecer uma relação entre formação docente e a experiência. A pesquisa abre novas possibilidades sobre a formação docente continuada e ressignificativa outros sentidos de aprendizagens e saberes a partir da prática docente, apropriando-se por meio da experiência de si através de princípios dialógicos, reflexividade crítica e encontro com o outro.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Classificação Qualis CAPES

Educação B3