Chamada para contribuições Volume 6, nº. 2 - “O ensino da Língua Portuguesa e Literaturas: múltiplos olhares e múltiplas linguagens no processo intercultural de escolarização no Brasil”.

Revista Pontos de Interrogação: Revista de Crítica Cultural

Revista do Programa de Pós-Graduação em Crítica Cultural da UNEB

Vol 6, n° 2, jul./dez. 2016

ISSN 2178-8952

Indexador: http://www.revistas.uneb.br/index.php/pontosdeint

 

NÚMERO TEMÁTICO: O ensino da Língua Portuguesa e Literaturas: múltiplos olhares e múltiplas linguagens no processo intercultural de escolarização no Brasil

 

ORGANIZAÇÃO EDITORIAL:

 

Profa. Dra. Maria de Fatima Berenice da Cruz – (Pós-Crítica/ UNEB)

Profa. Dra. Maria Neuma Mascarenhas Paes – (Pós-Crítica/ UNEB)

Profa. Dra. Áurea da Silva Pereira – (Pós-Crítica/ UNEB)

 

EQUIPE EDITORIAL:

 

Profa. Dra. Maria de Fatima Berenice da Cruz – (Pós-Crítica/ UNEB)

Profa. Dra. Maria Neuma Mascarenhas Paes – (Pós-Crítica/ UNEB)

Profa. Dra. Áurea da Silva Pereira – (Pós-Crítica/ UNEB)

Assistentes Editoriais:

Discente Edilange Borges de Souza - (Pós-Crítica/ UNEB/FAPESB)

Discente Eider Ferreira - (Pós-Crítica/ UNEB)

 

A comissão editorial da revista eletrônica Pontos de Interrogação, do Programa de Pós-

Graduação em Crítica Cultural, do Campus II, da UNEB/Alagoinhas-Ba, comunica a todos que está recebendo, até o dia 30 de abril de 2016, contribuições acadêmicas originais (artigos, resenhas e entrevistas), em português, inglês, francês ou espanhol, a serem publicadas no Volume 6, nº. 2, que será publicado em dezembro de 2016. O tema deste número é O ensino da Língua Portuguesa e Literaturas: múltiplos olhares e múltiplas linguagens no processo intercultural de escolarização no Brasil

 

Ementa:

 

No momento em que o planeta terra se transformou em uma aldeia global, extinguindo fronteiras nacionais e internacionais, interligada por fibras óticas, a configuração comportamental do sujeito foi alterada. No centro das atenções e inquietações despontou a escola brasileira com sua histórica deficiência, seus arranjos provinciais e suas concepções colonialistas. E, para além do olhar cristalizado do sistema educacional, encontra-se o estudante sedento de propostas inovadoras que dialoguem com a sua realidade cultural/tecnológica e possibilitem trocas de experiências, criando um ambiente favorável e saudável na construção de sua aprendizagem. A partir dessas considerações, o Dossiê 2016.2 apresenta propostas teórico-metodológicas para o ensino da Língua Portuguesa e literaturas que possam servir de caminhos alternativos e possíveis no processo de escolarização. Para tanto, eis alguns dos tópicos sobre os quais receberemos colaborações para o número da Revista Pontos de Interrogação aqui proposto:

 

  1. As novas tecnologias da informação e comunicação no ensino da Língua Portuguesa;
  2. As novas tecnologias da informação e comunicação no ensino do texto literário;
  3. Interface entre Literatura e outras Artes;
  4. A formação de professores de Letras e o diálogo entre a universidade e a escola;
  5. Espaços e trânsitos na(da) linguagem;
  6. Narrativas (auto)biográficas de experiências docentes.

Revista Pontos de Interrogação: Revista de Crítica Cultural

(Edição proposta pelo GEREL - Grupo de Estudos em Resiliência, Educação e Linguagens (Pós-Crítica)
Alagoinhas: Fábrica de Letras, 2016, Publicação Semestral.

Clique aqui para conhercer as normas para contribuição.