CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, COMPOSTOS BIOATIVOS E ATIVIDADE ANTIOXIDANTE TOTAL DE FRUTOS DE CAMBUIZEIRO (Myrciaria floribunda O. Berg)

Everton Ferreira dos SANTOS, Eurico Eduardo Pinto de LEMOS, Taciana de Lima SANVADOR, Rychardson Rocha de ARAÚJO

Resumo


O Cambuí é uma fruteira nativa do Estado de Alagoas, com distribuição natural nas restingas arenosas do litoral sul, sofrendo grande risco de extinção devido à exploração irracional nos locais onde ocorrem. Seus frutos são muito apreciados tanto de forma “in natura” como processados na forma de doces, sorvetes, sucos, geleias e licores, além disso, eles são comercializados em barracas de beira de estradas, feiras livres e mercados municipais, pelas populações dos locais onde ocorrem, tornando-se importante fonte de renda. Este trabalho teve como objetivo conhecer a composição bioquímico-nutricional de frutos de diferentes acessos de cambuizeiro nativos do Estado de Alagoas. Na caracterização físico-química da polpa foi determinada a acidez total, pH e sólidos solúveis (°Brix). Os genótipos apresentaram características físico-químicas dentro dos padrões exigidos pelas indústrias de processamento, ou seja, frutos com baixa acidez e alto teor de sólidos solúveis. Na quantificação dos compostos bioativos foi analisado o conteúdo de pectina total, pectina solúvel, antocianinas, flavonoides e também a atividade antioxidante total. Para a análise dos dados foi realizada uma estatística descritiva. Os resultados demonstraram que os frutos apresentam quantidades significativas de substâncias pécticas quando comparados com outros frutos nativos. Em relação aos compostos fenólicos, antocianinas e flavonoides, os acessos apresentaram valores relevantes. O acesso roxo foi o que apresentou maior capacidade antioxidante em meio alcoólico. A espécie analisada neste estudo apresentou variabilidade dentro dos parâmetros avaliados, no entanto, é uma fonte potencial de compostos bioativos, que pode fazer parte da dieta da população como alimento funcional, bem como viabilizar a agregação de valor aos frutos produzidos na região.


Palavras-chave


Myrciaria floribunda O. Berg; frutos nativos; compostos bioativos; alimentos funcionais

Texto completo:

PDF

Referências


ANUÁRIO BRASILEIRO DA FRUTICULTURA. Santa Cruz do Sul: Gazeta Santa Cruz, p. 140, 2013.

AOAC - Association of official analytical chemists international. Official Methods of Analysis. 16 78 ed. Arlington, 1995. v. 2, 474p.

ARAÚJO, D. R.; LUCENA, E. M. P.; GOMES, J. P.; FIGUEIREDO, R. M. F.; SILVA, E. E. Características físicas, químicas e físico-químicas dos frutos da murta. Revista Verde (Pombal - PB - Brasil), v. 10, n.3, p 11 - 17, jul-set, 2015.

ARAÚJO, R. R. Qualidade e potencial de utilização de frutos de genótipos de Cambuí, Guajiru e maçaranduba nativos da vegetação litorânea de Alagoas, Mossoró, 175p., Tese (Doutorado), 2012.

BARBIERI, R. L. Cultura alternativa: o potencial da diversificação no cultivo das frutas nativas. AGAPOMI, 209ª Ed., p. 10-11, out., 2011.

BATISTA, P. F. Qualidade, compostos bioativos e atividade antioxidante em frutas produzidas no Submédio do Vale do São Francisco, Mossoró, 162 p., Dissertação (Mestrado em Fitotecnia: área de concentração fruticultura tropical), 2010.

BRAND-WILIAMS, W.; CUVELIER, M.E.; BERSET, C. Use of a free radical method to evaluate antioxidant activity. Food Science and Technology, v.28, p.25-30. 1995.

BRASIL. Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento. Instrução normativa nº 122, de 10 de setembro de 1999. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, p. 72-76, 1999. BATISTA, P. F. Qualidade, compostos bioativos e atividade antioxidante em frutas produzidas no Submédio do Vale do São Francisco, Mossoró, 162 p., Dissertação (Mestrado em Fitotecnia: área de concentração fruticultura tropical), 2010.

BROINIZI et. al.; Avaliação da Atividade Antioxidante dos Compostos Fenólicos Naturalmente Presentes em Subprodutos do Pseudofruto de Caju (AnacardiumoccidentaleL.). Ciênc. Tecnol. Aliment.,Campinas, 27(4): 902-908, out.-dez. 2007.

CANTERI, M. H. G.; MORENO, L.; WOSIACKI, G.; SCHEER, A. P. Pectina: da matéria-prima ao produto final. Polímeros, v. 22, n. 2. P. 149-157, 2012.

CHITARRA, A. B. Tecnologia de pós-colheita para frutos tropicais. Fortaleza: Instituto Frutal, 309 p., 2005.

COUTINHO, H. D. M.; SILVA, I.; FREITAS, M. A.; GONDIM, C. N. F. L.; ANDRADE, J. C. Análise físico-química e avaliação antimicrobiana do fruto de Cambuí (Myrcia multiflora), Revista de Biologia e Farmácia, Campina Grande/PB, v. 9, n. 1, p. 96-103, 2013.

COUTINHO, H. D. M.; SILVA, I.; FREITAS, M. A.; GONDIM, C. N. F. L.; ANDRADE, J. C. Análise físico-química e avaliação antimicrobiana do fruto de Cambuí (Myrcia multiflora), Revista de Biologia e Farmácia, Campina Grande/PB, v. 9, n. 1, p. 96-103, 2013.

DAMIANI, C. Caracterização e agregação de valor aos frutos do Cerrado: araçá (Psidium guineenses Sw.) e marolo (Annona crassiflora mart). Lavras, 171 p., Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Lavras, 2009.

EMBRAPA. A Expansão da Fruticultura no Nordeste do Brasil. Disponível em: . Acesso em: 04 de maio de 2015.

FETTER, M. R.; VIZZOTTO, M.; CORBELINI, D.D.; GONZALEZ, T. N. Propriedades funcionais do araçá-amarelo (Psidium cattleyanum Sabine), e araçá-pera (P. acutangulum D. C.) cultivados em Pelotas/RS. Brazilian Journal of food Thechnology, III SSA, p. 92-95, 2010.

FILHO, W. B. N.; SOUSA, R. C. P; CHAGAS, E. A.; FILHO, A. A. M. Avaliação do rendimento de pectinas extraída da casca de frutos de camu-camu, provenientes da Amazônia setentrional. XXIII Congresso Brasileiro de Fruticultura, Cuiabá-MT, 2014.

FOOD INGREDIENTES BRASIL. Os antioxidantes. 6ª Ed. 2009. Disponível em: http://www.revista-fi.com. Acesso em: 08 de maio de 2015.

FRANCIS, F.J. Analysis of anthocyanins. In: MARKAKIS, P. (ed.). Anthocyanins as food colors. New York: Academic Press, 1982. p.181-207.

HASS, L. I. R. Caracterização físico-química, fitoquímica, atividade antioxidante in vitro, e efeitos antiproliferativos de extratos de frutos do araçá (Psidium cattleianum Sabine) e da guabiroba (Campomanesia xanthocarpa O. Berg). Pelotas, 107 p., Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Agroindustrial. Universidade Federal de Pelotas, 2011.

INTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas, métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 3ª ed. São Paulo: IAL, v. 1. 533p., 1985.

LARRAURI, J.A.; RUPÉREZ, P.; SAURA-CALIXTO, F. Effect of drying temperature on the stabilitity of polyphenols and antioxidant activity of red grape pomace peels. Journal Agriculture and Food Chemistry, v. 45, p. 1390-1393, 1997.

MARTINS, S.; MUSSATTO, S. I.; MARTÍNEZ-AVILA, G.; MONTANEZ-SAENZ, J.; AGUILAR, C. N.; TEXEIRA, J. A. Bioactive phenolic compounds: production and extraction by solid-state fermentation. A review. Biotechnology Advances, New York, v. 29, n. 3, p. 365-373, 2011.

McCREAD, P. M,; McCOMB, E. A.; Extraction end determination of total pectin materials. Analytical Chemistry, Washington, v. 24, n. 12, p. 1586-1588, 1952.

MUNIZ, A. V. C. S. Cambuí: uma delícia nativa. Aracajú: Embrapa Tabuleiros Costeiros, 2 p., 2009.

PIO, R.; GONTIJO, T. C. A.; RAMOS, J. D.; CHALFUN, N. N. J. Características físico-químicas em frutos de pitangueira em função da altura de inserção na planta. Revista Brasileira Agrociência, v.11, n. 1, p. 105-107, 2005.

REZENDE, L. C. Avaliação da atividade antioxidante e composição química de seis frutas tropicais consumidas na Bahia, Bahia, 118 p., Tese (Doutorado, 2010.

RUFINO, M. S. M.; ALVES, R. E.; BRITO, E. S.; MORAIS, S. M. SAMPAIO, C. G.; PÉREZ-GIMÉNEZ, J.; SAURA-CALIXTO, F. D. Metodologia Científica: Determinação da Atividade Antioxidante Total em Frutas pela Captura do Radical Livre DPPH. Comunicado Técnico – Embrapa Agroindústria Tropical, Fortaleza, 4 p., 2007.

SANTOS, E. D.; Fenologia e biometria de frutos de cambuí (Myrciaria floribunda O. Berg) de populações nativas e cultivadas em Alagoas. Maceió-AL, Dissertação (Mestrado) –Universidade Federal de Alagoas, 2010.

SOARES; Ácidos Fenólicos como Antioxidantes. Revista de Nutrição,15(1):71-81, jan./abr., 2002. Comunicado Técnico – Embrapa Agroindústria Tropical, 4 p.

SOUZA, C. N. Características físicas, físico-químicas e químicas de três tipos de jenipapo (Genipa americana L.), Ilhéus, 72 p., Dissertação (Mestrado), 2007.

SOUZA, M. C. C.; SILVA, M. V. L. Determinação da capacidade antioxidante de frutas típicas do semiárido. XVI Jornada de iniciação Científica, Bahia, 2012.

VALLILO, M. I.; MORENO P. R. H.; OLIVEIRA, E.; LAMARDO, L. C. A., GARBELOTTI, M. L. Composicão química de frutos de Campomanesia xanthocarpa Berg-Myrtaceae. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 28, p. 231-237, 2008.

ZILLO, R. R.; SILVA, P. P. M.; ZANATTA, S.; CARMO, L. F.; SPOTO, M. H. F. Qualidade físico-química da fruta in natura e da polpa, de uvaia congelada. Revista Brasileira de Produtos Agroindústriais, Campina Grande, v. 15, n.3, p. 293-298, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 Base de Indexadores: