Editorial

Conselho Editorial

Resumo


É com satisfação que colocamos à disposição do público a primeira edição da Revista Eletrônica NupeX em Educação, um periódico  vinculado ao Núcleo de Pesquisa e Extensão do Departamento de Educação – Campus X da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). O lançamento da Revista NupeX em educação materializa uma reivindicação dos docentes e discentes do Departamento de ter um espaço para divulgar as produções científicas da comunidade acadêmica interna e, também, de autores de outras instituições de Ensino Superior, bem como de outros espaços educativos (movimentos sociais, escolas, organizações não-governamentais, entre outros).

 

Esta primeira edição traz oito artigos que apresentam resultados de pesquisas de diferentes áreas do conhecimento sobre educação. O primeiro artigo, Discurso em plenário, de Claúdia Valéria Alves dos Santos,  trata da construção do ethos discursivo na cena enunciativa do discurso em plenário do deputado Luiz Alberto concernente às questões acerca das ações afirmativas. A autora trabalha com os pressupostos teóricos da Análise do Discurso francesa, sobretudo, a concepção de ethos postulada pelo linguista Dominque  Maingueneau. Santos examina a forma como o enunciador constrói uma imagem de si (ethos discursivo) e revela-se no interior do discurso.

 

O segundo artigo, de Neilton Castro da Cruz e  Maria José Braga Viana,  intitulado Apropriação de estratégias como forma de superar obstáculos: trajetórias ininterruptas de estudantes da EJA  no ensino fundamental, apresenta pesquisa parcial de mestrado realizada junto ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Minas Gerais – Fae/UFMG. A investigação foi realizada na cidade de Porto Seguro, extremo sul do estado da Bahia, analisou trajetórias escolares ininterruptas, por todo o ensino fundamental, realizadas por estudantes da Educação de Jovens e Adultos – EJA. O estudo pautou-se em matrizes epistemológicas, por meio da entrevista semiestruturada obtida junto a oito sujeitos. As narrativas apontaram que a permanência nos bancos escolares só foi possível tendo em vista as distintas estratégias criadas durante o percurso escolar.

 

Gêneros textuais como instrumento para o estudo da língua no curso de Pedagogia do Programa Plataforma Freire do DEDC – X, artigo da professora Helânia Thomazine Porto Veronez,  descreve e analisa algumas atividades realizadas no componente curricular Língua Portuguesa, oferecido no terceiro módulo do Curso de Pedagogia do Programa Plataforma Freire – PARFOR. A discussão teórico-metodológica apresentada insere-se na concepção sócio-interativa acerca do estudo da língua. Nesse estudo a língua é abordada em seus aspectos discursivos e enunciativos, diferentemente de outros trabalhos que exploram apenas suas peculiaridades formais. As produções de textos – de diferentes gêneros – dos discentes se constituíram como objeto e tema de estudo da língua. As produções textuais foram orientadas a partir do estabelecimento de diálogos entre quem escreve e para quem escreve, abordando o gênero textual como “mega-instrumento” de comunicação e de ensino  a partir dos estudos de Bakhtin.

 

O texto escrito pelo professor Raulino Batista Figueiredo Neto, O brazilian english e o (g)local da cultura: algumas implicações para o ensino de Iinglês no contexto brasileiro, discute alguns dos aspectos relativos à expansão da Língua Inglesa e, sobretudo, o processo de regionalização/globalização linguístico-cultural do inglês utilizado no Brasil. Apesar de não situar-se na esfera dos países anglocolonizados, observamos no Brasil a irrupção de uma regionalização materializada, principalmente, nas enunciações ocorridas no uso do inglês como língua franca (ILF). O autor considera que a regionalização do inglês tem resultado nas mais diversas interações, ao mesmo tempo em que atende à miríade de funções sociais características da liquidez globalizante da pós-modernidade.

 

Vívia Mara de Santana Santana e Éverton Renan da Cunha Moreira Silva são os autores  do artigo Experiências sociocorporais e prática pedagógica na Educação Eísica escolar.  Neste texto Santana e Silva interpretam entrevistas de professores e apresentam uma análise de como as experiências sociocorporais vivenciadas pelos professores de Educação Física impactam na sua prática pedagógica. Para os autores, a investigação desta temática possibilitou um melhor entendimento da restrição dos conteúdos abordados nas aulas de Educação Física e do trato pedagógico dado a estas temáticas, em que é perceptível tanto a influência como a interlocução das experiências sociocorporais na prática.

 

O sexto artigo, Universidade do estado da Bahia-UNEB/DEDCX: uma experiência de Estágio Curricular Supervisionado em Letras da Terra na perspectiva dos discentes, é de autoria das professoras Josinéa Amparo Rocha Cristal e Maria Mavanier Assis Siquara. O artigo sistematiza e socializa parte da experiência de Estágio Supervisionado III no Curso Letras da Terra e a perspectiva desse trajeto pelos discentes. O  registro deste estágio foi motivado pela percepção de como o referido estágio contribuiu na formação dos educandos de Letras da Terra pelo olhar desses discentes, uma concepção de estágio como um processo de formação crítica e de possibilidades de ensino com pesquisa.

 

O artigo Educação: principal preocupação das organizações negras brasileiras pós-abolição, de Jurandir de Almeida Araújo,  trata-se de uma pesquisa que faz parte de um estudo mais amplo sobre a atuaçao das organizações negras baianas no campo da educação, traça uma breve reflexão acerca da movimentação da população negra brasileira e suas organizações nas ações/reivindicações por educação formal após o fim do sistema escravista no Brasil. Para o autor, graças à atuação das diversas e diferentes organizações negras, que ao longo da história têm lutado pelos direitos negados aos negros, podemos contar hoje com políticas de ação afirmativa, principalmente, na área educacional  onde as principais mudanças vêm acontecendo.

 

O texto O uso de comunidades virtuais na escola: possibilidades de interatividade e cooperação na “rede” através da plataforma edmodo, de Anny Karine Matias Novaes Machado, fecha a edição dessa revista. Para a autora, a educação na era da informação é a todo o momento bombardeado por novos métodos, técnicas e instrumentos. As Tecnologias da Informação e Comunicação têm de forma irremediável transformado as práticas educacionais, propiciando novos meios e formas de aprendizagem. Esta pesquisa teve como objeto instigar novas práticas docentes, a partir da inserção de uma Comunidade Virtual (CV) na Escola. Segundo a autora, a criação da comunidade deu-se a partir das interfaces gratuitas da plataforma Edmodo, cuja premissa, define-se pelos princípios construtivistas, de dialogicidade e mediação pedagógica. A autora observa, durante o período de estágio, uma carência significativa no que se refere à alfabetização digital, além da pouca ou nenhuma alfabetização digital da turma observada. Além disso, percebe que muitos docentes não possuem capacitação para trabalhar com as tecnologias da informação e comunicação. Trata-se de uma reflexão crítica e atual.

 

Compreendemos que a diversidade de temas abordados nesse primeiro exemplar da Revista NupeX em Educação, vem atender a proposta da Revista que é se constituir um espaço de divulgação e discussão  sobre as produções realizadas nas diferentes áreas do conhecimento, a fim de contribuir especialmente para a formação docente e o desenvolvimento do processo educacional. Consideramos que os textos publicados nesse número da revista irão contribuir para o debate em torno das temáticas abordadas e instigar novas pesquisas e publicações. Agradecemos a todos e todas que colaboraram no processo de construção do primeiro número da Revista. Aos leitores, boa leitura e reflexões frutíferas.

 

Equipe Editorial

Apontamentos

  • Não há apontamentos.