A invenção da literatura “capixaba”

Sarah Vervloet Soares

Resumo


Resumo: Este artigo tem por objetivo discutir a perti­nente questão, relacionada { denominaç~o “Literatu­ra Capixaba” que se atribui {s obras liter|rias produ­zidas no Espírito Santo — Estado localizado na região sudeste do Brasil. O discurso — imbricado nessa ex­pressão — sugere um passado histórico e cultural, marcado pelo desprezo, o qual pode ser encontradocomo reflexo de determinadas produções, bem como de políticas públicas escassas e ineficazes. A partir disso, para compreender a história da literatura no Espírito Santo, alguns conceitos teóricos são sugeri­dos em diálogo à luz de Roy Wagner, Michel Fou­cault, Tzvetan Todorov, Luiz Costa Lima, entre ou­tros. A metodologia se faz na articulação de noções de identidade e cultura, segundo a ideia da instituição da express~o “Literatura Capixaba”.

Palavras­chave: Literatura Capixaba. Literatura. Cul­tura. Identidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Grau Zero - Revista de Crítica Cultural
(Organizada pelo PÓS-CRÍTICA)

Publicação Semestral

ISSN 2318-7085

 

INDEXADORES

 

 

 


FOMENTO/FINANCIAMENTO