ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA VERSUS EDUCAÇÃO FINANCEIRA: UM ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE VARIÁVEIS SOCIOECONÔMICAS E DEMOGRÁFICAS

Guilherme de Oliveira Silva, Antonio Carlos Magalhães da Silva, Paulo Roberto da Costa Vieira, Myrian Beatriz Eiras das Neves, Michele do Carmo Desiderati

Resumo


O trabalho visa analisar como a alfabetização e a educação financeira são aferidas a fim de se encontrar evidências que comprovem a distinção entre estes conceitos. Entender e identificar a existência de diferenças entre tais variáveis possibilita a adoção de políticas governamentais e programas educacionais voltados diretamente para o aumento do conhecimento financeiro dos indivíduos. Segundo pesquisas, 47% dos estudos analisados sobre o tema utilizam os termos alfabetização financeira e educação financeira como conceitos sinônimos.Para atingir os objetivos do estudo, realizou-se uma pesquisa de survey em três amostras selecionadas por conveniência, sendo uma Fundação Autárquica Federal, uma Instituição Superior de Ensino de Capital Aberto e uma Instituição Superior de Ensino Público Federal. A coleta de dados foi conduzida com a aplicação de um questionário estruturado, a partir das questões mais relevantes sobre o assunto encontradas na literatura. Foram utilizadas escalas do tipo likert de cinco pontos, escalas numéricas, variáveis dummy e escalas dicotômicas. O tratamento dos dados se deu por meio de regressão linear múltipla, onde foram aplicados métodos estatísticos de mínimos quadrados ordinários, testes T e F, além de análises descritivas.Os resultados dos modelos indicam a existência de diferenças conceituais entre alfabetização e educação financeira. Assim sendo, devem-se adotar métricas distintas para medir cada indicador. Além disso, verificou-se também a importância da taxa de poupança presente em todos os indicadores.


Palavras-chave


Alfabetização financeira; Educação financeira; Mínimos Quadrados Ordinários.

Texto completo:

ARTIGO

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DOS MERCADOS FINANCEIRO E DE CAPITAIS. Classificação dos investidores e suitability no mercado de valores mobiliários. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2016.

ATKINSON, A.; MESSY, F. Assessing financial literacy in 12 countries. an OECD/INFE international pilot exercise. Journal of Pension Economics and Finance, v. 10, n. 4, p. 657-665, 2011.

______. Measuring financial literacy: results of the OECD/International Network on Financial Education (INFE) pilot study. OECD WORKING PAPERS ON FINANCE, INSURANCE AND PRIVATE PENSIONS, 15, 2012, Paris. Anais… Paris, OECD Publishing, 2012.

BERNHEIM, D.; GARRETT, D. The Effects of Financial Education in the Workplace: Evidence from a Survey of Households. Journal of Public Economics, v. 87, n. 7, p. 1487-1519, 2003.

CAMPARA, J.; FLORES, S.; VIEIRA, K. Propensão ao endividamento no município de Santa Maria (RS): verificando diferenças em variáveis demográficas e culturais. Teoria e prática em Administração, v. 4, n 2, p. 180-205, 2014.

CHEN, H.; VOLPE, R.; PAVLICKO, J. Personal investment literacy among college students: A survey. Financial Practice and Education, v. 6, n. 2, p. 86-94, 1996.

CHEN, H.; VOLPE, R. An Analysis of Personal Financial Literacy Among College Students. Financial Services Review. v. 7, n. 2, p. 107-128, 1998.

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS. Instrução CVM nº 539, de 13 de novembro de 2013. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2016.

COSTA, M.; MIRANDA, C. Educação financeira e taxa de poupança no Brasil. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 3, n. 3, p. 57-74, 2013.

COZBY, P. Métodos de pesquisa em ciências do comportamento. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

CREDIT SUISSE. Formulário de Adequação de Perfil de Investimento. Disponível em: . Acesso em: 05 mai. 2016.

FAMA, R.; MORAES, M.; KAYO, E. Teorias de consumo/poupança e o sistema previdenciário brasileiro. Revista de Gestão USP, v. 1, n. 6, p. 43-52, 1º trim. 1998.

FERNANDES, D.; LYNCH, J.; NETEMEYER, R.. Financial Literacy, Financial Education and Downstream Financial Behaviors. Management Science, v. 60, n. 8, p. 1861-1883, 2014.

FIORENTINI, S. Inadimplência: Como evitar e resolver. Sebrae, 2004.

GIL, A. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HASTINGS, J.; MADRIAN B.; SKIMMYHORN, W. Financial Literacy, Financial Education, and Economic Outcomes. Annual Review of Economics, v. 5, n 1, p. 347-373, 2013.

HOGARTH, A.; HILGERT, M. Household financial management: The connection between knowledge and behavior. Federal Reserve Bulletin, v. 89, n. 7, p. 309-322, 2003.

INDEF. Indicador de Educação Financeira. Serasa consumidor, 2014. Disponível em: . Acesso em: 07 mai. 2016.

KAHNEMAN, D.; TVERSKY, A. Prospect theory: An analysis of decision under risk. Econometrica, v. 47, n. 2, p. 263-29, mar. 1979.

LUSARDI, A. Planning and Saving for Retirement. Working Paper, 2003. Disponível em: Acesso em: 11 mai. 2016.

LUSARDI, A.; MITCHELL, O. Financial Literacy and Retirement Preparedness: Evidence and Implications for Financial Education. Business Economics, v. 42, n. 1, p. 35-44, 2007.

______. Financial literacy and retirement planning in the United States. Journal of Pension Economics and Finance, v. 10, n 4, p. 509-525, 2011.

______. The economic importance of financial literacy: theory and evidence. Journal of Economic Literature, v. 52, n 1, p. 5-44, 2014.

LUSARDI, A.; TUFANO, P. Debt Literacy, Financial Experiences, and Overindebtedness. Journal of Pension Economics and Finance, Cambridge University Press, v. 14, n. 4, p. 332-368, 2015.

MATTA, R. Oferta e demanda de informação financeira pessoal: O programa de educação financeira do Banco Central do Brasil e os universitários do Distrito Federal. 2007. 201 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

MURPHY, J.; Psychosocial Factors and Financial Literacy. Social Security Bulletin, v. 73, n 1, p. 73-81, 2013.

OECD. Measuring Financial Literacy, questionnaire and guidance notes for conducting an Internationally Comparable Survey of Financial literacy. In: International Network on Financial Education: Cape Town, 2011, Paris. Anais… Paris, 2011.

______. Financial literacy and inclusion: Results of OECD/INFE survey across countries and by gender. Financial Literacy & Education, Russia, jun. 2013. Disponível em: < http://citeseerx.ist.psu.edu/viewdoc/download;jsessionid=BBEA9853C833441E644E735B24C4FEA1?doi=10.1.1.650.1026&rep=rep1&type=pdf>. Acesso em: 10 maio 2016.

PINHEIRO, R. Educação financeira e previdenciária, a nova fronteira dos fundos de pensão. São Paulo: Peixoto Neto, 2008.

POTRICH, A.; VIEIRA, M.; CERETTA, S. Nível de alfabetização financeira dos estudantes universitários: afinal, o que é relevante? Revista Eletrônica de Ciência Administrativa – RECADM, v. 12, n. 3, p. 315-334, 2013.

POTRICH, A.; VIEIRA, M.; KIRCH, G. Determinantes da alfabetização financeira: Proposição de um Modelo e Análise da Influência das Variáveis Socioeconômicas e Demográficas. ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 2014, Rio de janeiro. Anais... Rio de janeiro, XXXVIII ENANPAD, 2014.

______. Determinantes da Alfabetização Financeira: Análise da Influência de Variáveis Socioeconômicas e Demográficas. Revista Contabilidade & Finanças (Online), v. 26, n. 69, p. 362-377, 2015.

RAMBO, A. O perfil do investidor e melhores investimentos: da teoria à prática do mercado brasileiro. 2014. 86 f. Monografia (Bacharel em Ciências Contábeis) – Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2014.

RENNEBOOG, L.; SPAENJERS, C. Where Angels Fear to Trade: The Role of Religion in Household Finance. Tilburg Law and Economic Center Discus¬sion Paper. v. 18, n. 34, p. 1-41, 2009. Disponível em: . Acesso em: 19 abr. 2016.

RESEARCH, R. ANZ Survey of adult financial literacy in Australia. Discovery your edge, Australia, 2003. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2016.

ROOIJ, M.; LUSARDI, A.; ALESSIE, R. Financial literacy and retirement planning in the Netherlands. Journal of Economic Psychology, v. 32, n. 4, p. 593-608, 2011.

SHOCKEY, S. Low-wealth adults financial literacy, money management behavior and associated factors, including critical thinking. 2002. 145 f. Tese (Doutorado) – Ohio University of Utah, United States, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.