APRENDIZAGENS DE PROFESSORAS QUE ENSINAM MATEMÁTICA EM UMA COMUNIDADE DE PRÁTICA

Marcia Cristina Nagy, Márcia Cristina Costa Trindade Cyrino

Resumo


Este artigo reporta-se às aprendizagens, relacionadas ao conhecimento profissional do professor, de nove professoras que ensinam matemática, ocorridas no âmbito de uma
experiência de formação continuada de um grupo que se constituiu em uma comunidade de prática (Cop-MatAnosIniciais). Analisa momentos de discussão coletiva dessa
CoP e procura compreender como essas professoras se engajam no empreendimento relato e análise do relato do desenvolvi-mento de tarefas em sala de aulana busca de repensar suas práticas de ensino de matemática. Essa CoP foi coordenada pela
primeira autora deste artigo, tendo-se recorrido, ssencialmente, a registros em áudio das sessões de formação e a registros escritos das professoras e da formadora para recolha dos dados. A análise dos dados revelou o que se tornou ponto de enfoque nos processos de negociação de significados da CoP, nomeadamente: o desempenho dos alunos na resolução de tarefas matemáticas; os diferentes tipos de questões feitas pelo
professor durante a aplicação de tarefas de alto nível de demanda cognitiva; a gestão do tempo destinado aos alunos para a resolução de tarefas. A dinâmica assumida nessa
experiência de formação continuada evidenciou elementos constituintes da prática dessa comunidade que permitiram aprendizagens das professoras.

Palavras-chave


Formação de professores que ensinam matemática;Componentesda prática de ensino de matemática; Aprendizagem;Comunidades de Prática

Texto completo:

PDF

Referências


BELiNE, Wiliam. formação de professores de matemática em comunidades de prática: um estudo sobre

identidades. 2012. 184 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Centro de Ciências

Exatas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2012.

BLANToN, Maria L.; KAPUT, James J. Characterizing a classroom practice that promotes algebraic reasoning.

Journal for Research in Mathematics Education, Washington, v. 36, n. 5, p. 412-446, nov. 2005.

CALDEiRA, Janaína Soler. um estudo sobre o pensamento algébrico em uma comunidade de prática de formação de

professores de matemática. 2010. 121 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática)

– Centro de Ciências Exatas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2010.

CYRiNo, Márcia C. C. T. Comunidades de prática de professores como espaço de investigação sobre a formação

de professores de matemática. in: BATiSTA, irinéa de Lourdes; SALVI, Rosana Figueiredo. (org.). Pós-graduação

em ensino de ciências e educação matemática: um perfil de pesquisas. Londrina: EDUEL, 2009. p. 95-110.

______. Formação de professores que ensinam matemática em Comunidades de Prática. in: CONGRESo IBEROAMERiCANoDE EDUCACiÓN MATEMÁTiCA (CiBEM), 7., 2013, Montevideo. Actas... Montevideo: FiSEM,

v. 1, p. 5188-5195.

CYRiNo, Márcia C. C. T.; CALDEiRA, Janaina S. Processos de negociação de significados sobre pensamento

algébrico em uma comunidade de prática de formação inicial de professores de Matemática.Revista Investigações

em Ensino de Ciências, v. 16, n. 3, p. 373-401, 2011.

GRAvEMEiJER, K. P. E.; CoBB, P. Design research from the learning design perspective. in: VAN DEN AKKER,

J. J. h. et al. (Ed.). Educational design research. London: Routledge, 2006. p. 17-51.

GRAvEN, Mellony. Mathematics teacher retention and the role of identity: Sam’s story. Pythagoras, Port Elizabeth,

n. 61, p. 2-10, June 2005.

GRAvEN, Mellony; LERMAN, Wenger, E. Communities of practice: learning, meaning and identity. Journal of

Mathematics Teacher Education, Netherlands, v. 6, n. 2, p. 185-194, June 2003.

KRAiNER, K. Teams, communities & networks. Journal of Mathematics Teacher Education, Netherlands, v. 6, n. 2, p. 93-105, jun. 2003

LAvE, Jean; WENGER, Etienne. Situated learning: legitimate peripheral participation. Cambridge: Cambridge

University Press, 1991.

NAGY, Márcia C. Trajetórias de aprendizagem de professoras que ensinam matemática em uma comunidade

de prática. 2013. 197 f. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática) – Centro de Ciências

Exatas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2013.

PONTE, João Pedro da; CHAPMAN, Olive. Preservice mathematics teachers’ knowledge and development. in:

LYN, D. English (Ed.).Handbook of international research in mathematics education. 2. ed. New York: Routledge, 2008. p. 225-263.

PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Exames Nacionais de Matemática. Disponível em:

gave.min-edu.pt>. Acesso em: 10 set. 2010.

SHULMAN, Lee S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, Washington,

v. 15, n. 2, p. 4-14, 1986.

SMITh, Margaret S.; STEIN, Mary Kay. Selecting and creating mathematical tasks: from research to practice.

Mathematics Teaching in the Middle School, Reston, v. 3, n. 5, p. 344-50, Feb. 1998.

STEiN, Mary Kay. et al. Implementing standards-based mathematics instruction: a casebook for professional

development. 2. ed. New York: Teachers College Press, 2009.

STEiN, Mary Kay; GROVER, Barbara W.; HENNiNGSEN, Marjorie. Building student capacity for mathematical

thinking and reasoning: an analysis of mathematical tasks used in reform classrooms. American Educational Research Journal, Washington, v. 33, n. 2, p. 455-488, Summer 1996. Disponível em:

com>. Acesso em: 2 mar. 2010.

WENGER, Etienne. Communities of practice: learning, meaning and identity. New York: Cambridge University

Press, 1998.

WENGER, Etienne; MCDERMoTT, Richard; SNYDER, William M. Cultivating communities of practice.Boston: harvard Business School Press, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2014.v23.n41.p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0