LITERATURA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORAS:PRESENTE!

Lícia Maria Freire Beltrão, Mary Andrade Arapiraca

Resumo


O ensaio, inspirado nas considerações de Iser sobre representações, “um como se” bem ao gosto da escrita literária, escopo de sua discussão, partilha as experiências, concepções e práticas constitutivas da formação de professoras em exercício, que elegeu, entre outros artefatos, a linguagem, as artes, as letras e as tecnologias como fios que teceram os diálogos em torno das aprendizagens e dos ensinos. Nele, se reconhece a questão da literatura e do ensino como uma relação mais polêmica que pacífica, e mostra-se como a leitura literária levou professoras a descobrir autores e passar a incluir a literatura como realce das suas práticas pedagógicas. As escritas
advindas dos diversos gêneros literários foram o alicerce para construção do memorial de formação, atividade inerente ao curso.

Palavras-chave


Literatura; Formação de professores;Projeto Salvador;Leitura.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Ana Paula Trindade de; SERPA, Luiz Felipe Santos Perret; ARAPIRACA, Mary de Andrade. Formação do educador: reflexões e práticas a partir de sabores, saberes e memórias. In: CORDEIRO, Verbena Maria Rocha; SOUZA, Elizeu Clementino de (Org.). Memoriais: literatura e práticas culturais de leitura. Salvador: EDUFBA, 2010. p. 45-64.

BARTHES, Roland. Aula. Tradução e Posfácio de Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix, 1996.

BARROS, Manoel de. O livro das ignorãças. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

______. Livro sobre nada. São Paulo: LeYa, 2013. (Coleção Biblioteca Manoel de Barros).

BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Análise do discurso: leitura e produção textual. In: SANTANA, João Antonio

(Org.). Discursos e análises: coletânea de trabalhos. Salvador: UCSAL, 2001. p. 11-22.

COELHO, Nelly Novaes. Literatura: arte, conhecimento e vida. São Paulo: Peirópolis, 2000.

COUTINHO. Maria Antônia Ramos. Variação sobre tema: literatura infantil e formação do leitor. Revista da FAEEBA, Salvador, ano 1, n. 1, p. 7-17, jan./jun. 1992.

GRAMACHO, Regina Lúcia de Araújo. Literatura e ensino: professores e poetas na construção de saberes. 2013.

f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2013.

KHÉDE, Sonia Salomão. Personagens da literatura infanto-juvenil. São Paulo: Ática, 1986.

ISER, Wolfgang. O jogo do texto. In: JAUSS, Hans Robert. et al. A literatura e o leitor: textos de estética da

recepção. Coordenação e tradução de Luiz Costa Lima. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002. p. 105-118.

LAJOLO, Marisa. Apostando na leitura. In: INFANTE, Ulisses. Do texto ao texto. São Paulo: Scipione, 1998. p.

-63.

LEAHY, Cyana. Leitura no final do século XIX: um caso de controle pedagógico. In: LYONS, Martyn; LEAHY,

Cyana. A palavra impressa: histórias da leitura no século XIX. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 1999. p. 89-113.

LOBATO, Monteiro. Obra infantil completa em 4 volumes. São Paulo: Brasiliense, 1970.

LAUAND, Jean. Prefácio. In: PERISSÉ, Gabriel. Literatura & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 7-8.

MAIAKÓVSKI, Vladímir. A extraordinária aventura vivida por Vladímir Maiakóvski no verão na Datcha. In:

MAIAKÓVSKI, Vladímir. Poemas. 6 ed. Tradução de Boris Schnaiderman; Augusto de Campos; Haroldo de

Campos. São Paulo: Perspectiva. 1997. p. 87-90. (Coleção Signos, nº 10).

ORLANDI, Eni. A linguagem e seu funcionamento. São Paulo: Pontes, 1986.

______. Discurso & leitura. São Paulo: Cortez, 1993.

PAIVA, Aparecida. et al. (Org.). Literatura: saberes em movimento. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Posfácio à Aula. In: BARTHES, Roland. Aula. São Paulo: Cultrix, 1996. p. 51-89.

QUEIRÓS, Bartolomeu Campos de. Por parte de pai. Belo Horizonte: RHJ, 1995.

______. Sobre ler, escrever e outros diálogos. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

SANTOS, Luciene Souza. A Emilia que mora em cada um de nós: a constituição do professor-contador de

histórias. 2013. 225 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia,

Salvador, 2013.

SERPA, Luiz Felippe Perret. Rascunho digital: diálogos com Felippe. Salvador: EDUFBA, 2004.

SOARES, Leila da Franca. Quem tem medo do lobo mau? Um estudo sobre a produção imaginária da criança e

sua relação com a aprendizagem. 2007. 129 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação,

Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. Faculdade de Educação. Programa de Formação Continuada de

Professores para o Município de Irecê. Salvador, 2002. Disponível em: . Acesso em:

set. 2013.

______. Programa de Formação Continuada de Professores: Projeto Salvador, BA. Salvador, 2003. Disponível

em: . Acesso em: 10 set. 2013.

WANDERLEY, Maria Auxiliadora Cerqueira. A formação do professor e a Literatura: a terceira margem. 2011. 115

f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2014.v23.n41.p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0