PERSPECTIVAS DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA O MAGISTÉRIO NA EDUCAÇÃO BÁSICA: A RELAÇÃO TEORIA E PRÁTICA E O LUGAR DAS PRÁTICAS

Bernardete A. Gatti

Resumo


Neste artigo analisamos questões relativas ao conceito de prática educacional e suas relações com as teorias, a partir de onde levantamos questões sobre as práticas desenvolvidas na formação para a docência na educação básica, seja em processos de educação continuada, seja em processos de formação inicial no ensino superior. A discussão parte da descrição de dois exemplos concretos realizados, um em escolas municipais de São Paulo, outro em uma Universidade Federal, em Niterói, a partir da utilização de publicações. Agregase estes exemplos de referências a várias outras iniciativas. Pelo examinado, considerando o universo possível para mudar e renovar perspectivas nessas formações, constata-se que as iniciativas ainda são tímidas: de um lado, não têm afetado substancialmente os currículos institucionais de formação para a docência em suas dinâmicas e práticas; de outro, nas formações continuadas ainda não alcançaram largo curso. No entanto, são reveladoras da consciência da necessidade de mudar práticas educacionais para essas formações e se mostram como alternativas pedagógicas ao hábito instaurado nos cursos de formação para a docência.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2020.v29.n57.p15-28

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0