OS FAZERES DE BEBÊS E SUAS PROFESSORAS NA ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA CENTRADA NA CRIANÇA

Tacyana Karla Gomes Ramos

Resumo


O presente estudo busca captar o ponto de vista de bebês sobre a organização das práticas educativas, explorando suas possibilidades expressivas não verbais, em situações cotidianas da Educação Infantil. Participaram da pesquisa duas professoras, seis Auxiliares de Desenvolvimento Infantil e 31 crianças de ambos os sexos, com idades entre 08 e 16 meses, integrantes de dois Centros Municipais de Educação Infantil da cidade do Recife-PE. Foram realizadas 38 sessões de filmagem durante três meses. Os dados foram produzidos por meio da análise microgenética, em que cada sessão foi observada atentamente a fim de serem recortados e descritos episódios interacionais. Olhar para o bebê no contexto da Educação Infantil e ouvi-lo em seus interesses viabilizou a captura e a compreensão de seu ponto de vista como elemento que balizou a construção de um trabalho pedagógico a partir das competências sociocomunicativas que seu comportamento interativo pôde desvelar em parceria com suas professoras.


Palavras-chave


Bebês. Práticas pedagógicas. Educação infantil. Relações entre pares

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2018.v27.n51.p133-144

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0