A FORMAÇÃO DO PROFESSOR E AS PRÁTICAS DE LEITURA EESCRITA NAS ESCOLAS RURAIS DO RIO GRANDE DO SUL

Helenise Sangoi Antunes

Resumo


A problemática desta investigação está pautada na relação da formação de professores e as práticas de leitura e escrita que acontecem nas escolas de ensino rural do Rio Grande do Sul. Para tanto, constitui-se no recorte de um projeto de pesquisa com uma envergadura maior, intitulado “Memórias e relatos autobiográficos de alfabetizadoras: um estudo sobre as cartilhas de alfabetização nas escolas municipais rurais do Rio Grande do Sul”, financiado na modalidade Auxílio à Pesquisa (APQ), mediante recursos financeiros do Edital Universal 2008 do CNPq, que recentemente aprovou a prorrogação de suas atividades por mais um ano, esten-dendo-se até novembro de 2011. O estudo fundamentou-se numa metodologia qualitativa, conforme a utilizada nos estudos de Bogdan e Biklen (1994). As informações foram obtidas por meio de entrevistas semiestruturadas, relatos autobiográficos e registros em diário de campo com 13 alfabetizadoras das escolas rurais do interior do Rio Grande do Sul. Das professoras participantes da pesquisa, dez têm curso de pós-graduação, principalmente especialização em alfabetização, e entre 22 e 26 anos de tempo de exercício profissional enquanto alfabetizadoras das escolas do campo (rurais).


Texto completo:

PDF

Referências


ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Pesquisa (auto) biográfica: tempo, memória e narrativas. In: ______

(Org.). A aventura (auto) biográfica. Teoria e Empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p. 267-291.

ANTUNES, Helenise Sangoi. Ser aluna, ser professora: uma aproximação das significações sociais instituídas e institu-intes construídas ao longo dos ciclos de vida pessoal e profissional. 2001. 257 f. Tese (Doutorado em Educação)–

Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001.

______. Ser aluna e ser professora: um olhar para os ciclos de vida pessoal e profissional. Santa Maria: Editora da UFSM, 2011.

______; BARCELOS, Valdo. Alfabetização, letramento e leitura: territórios formativos. Santa Cruz do Sul:EDUNISC, 2010.

BOGDAN, Robert C; BIKLEN, Sari Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. 4. ed. Porto: Porto, 1994.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

DESLANDES, S. F. A construção do projeto de pesquisa. In: MINAYO, M. C (Org.). Pesquisa social. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 31-50.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra,1996.

JOSSO, Marie-Cristine. Experiências de vida e formação. Lisboa: Educa, 2002.

KRAMER, Sonia. SOUZA, Solange Jobim. Experiência humana, história de vida e pesquisa: um estudo da narrativa,leitura e escrita de professores. In: Histórias de professores: leitura, escrita e pesquisa em educação. São Paulo: Ática, 2003. p. 13-40.

LEMOS, Helen Daneres. A produção de textos e o letramento nos anos iniciais: a prática de acadêmicos formandos do Curso de Pedagogia. 2006. 193 f. Dissertação (Mestrado)– Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2006.

LIMA, Graziela Escandinel de. Lembramos, brincamos. A auto-formação pela história de vida. 2002.174 f. Dissertação (Mestrado)– Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2002.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Manual de historia oral. São Paulo: Loyola, 2005.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Os sentidos da alfabeti-zação. São Paulo: Editora da UNESP, 2000.

______. História dos métodos de alfabetização no Brasil. Seminário Alfabetização e Letramento em Debate. Brasília, 2006. Disponível em: .Acesso em: maio 2006.

ORLANDI, E. P. Discurso e prática. São Paulo: Cortez, 1993.

SILVA, Josenilda M. Prática de ensino e sensibilidade curricular ante múltiplos espaços de ação cultural. In:

ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO, 10., 2000, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ENDIPE, 2000.

SOUZA, Elizeu Clementino de. Pesquisa narrativa e escrita (auto) biográfica: interfaces metodológicas e formativas.

In: SOUZA, Elizeu Clementino de; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Org.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006. p. 135-148.

STIVANIN, Neridiana Fábia. Estágio supervisionado: um estudo a partir das significações sociais construídas pelas

estagiárias sobre o Curso de Pedagogia/CE/UFSM. 2007. 122 f. Dissertação (Mestrado em Educação)– Programa

de Pós-Graduação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2012.v21.n37.p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

 Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0