A importância do ensino de ciências da natureza integrado à história da ciência e à filosofia da ciência: uma abordagem contextual

Adailton Ferreira Santos, Elisa Cristina Oliosi

Resumo


Este artigo propõe-se a reflexão do ensino de ciências da natureza, na perspectivade uma abordagem contextual para melhor compreender a relação entre ciência e sociedade. Tal abordagem para o ensino de ciências tem sido recomendada pela UNESCO , pela legislação brasileira assim como por pesquisadores que defendema necessidade de repensar o ensino na sociedade contemporânea, globalizada etecnológica. Assim, almeja-se que o ensino das ciências da natureza possibilite acompreensão da atividade científica e, por sua vez, contribua para a superação das ideias distorcidas sobre as ciências. Com efeito, apontaremos trabalhos de estudiosos como Matthews, Gil-Pérez, Martins, Freire Jr. e do filósofo das ciências Gaston Bachelard, que defendem um ensino integrado entre a história da ciência e a filosofia da ciência para permitir que o cidadão adquira um pensamento crítico das ciências e de suas implicações no contexto atual. Além disso, essa concepção de ensino contribui para entender a relação dos fatores históricos e sociais no processo de constituição das ciências da natureza de uma época específica. 

Texto completo:

PDF

Referências


ABD-EL-KHALICK, F.; LEDERMAN, N. The influence of history of science courses on students views of nature of science. Journal of Research in Science Teaching, Londres, v. 37, n. 10, p. 1057-1095, 2000.

ALFONSO-GOLDFARB, A. M. O Que é História da Ciência. São Paulo, Brasiliense, 1994.

BACHELARD, G. O novo espírito científico. Tradução Juvenal Hahne Júnior. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1968.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio. Brasília, 2000. Disponível

em: . Acesso em: 20 dez. 2012.

______. Orientações curriculares para o ensino médio. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.

Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2012.

______. Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília. 2010. Disponível em:

pdf/CienciasNatureza.pdf>. Acesso em: 15 dez. 2012.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 6. ed. Brasília, DF: Câmara dos Deputados, 2011.Série Legislação.

FRACALANZA, H.; AMARAL, I.; GOUVEIA, M. O ensino de ciências no primeiro grau. São Paulo: Atual, 1986.

FREIRE JR., O. A relevância da filosofia e da história das ciências para a formação dos professores de ciência. In:

SILVA FILHO, V. J. Epistemologia e ensino de ciências. Salvador: Arcádia, 2002. p. 13-30.

FRIZZO, M. N.; MARIN, E. B. O ensino de ciências nas séries iniciais. Ijuí, RS: UNIJUÍ, 1989.

GIL-PÉREZ, D. et al. Para uma imagem não deformada do trabalho científico. Ciência & Educação, Bauru, v. 7,n. 2, p. 125-153, 2001.

HAZEN, R.; TREFIL J. Saber ciência. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1995.

MACH, E. The science of mechanics. La Salle: The Open Court Publishing Company, 1960.

MARTINS, R. Sobre o papel da história da ciência no ensino. Boletim da Sociedade Brasileira de História da Ciência, São Paulo, n. 9, p. 3-5, 1990.

MARTINS, L. A história da ciência e o ensino da biologia. Ciência & Ensino, Campinas, n. 5, p. 18-21, dez. 1998.

Disponível em: . Acesso em 23 dez.

MATTHEWS, M. História, filosofia e ensino de ciências: a tendência atual de reaproximação. Caderno Catarinense

de Ensino de Física, Florianópolis, v. 12, n. 3, p. 164-214, dez. 1995.

MELO, A. C. S. Contribuições da epistemologia histórica de Bachelard no estudo da evolução dos conceitos da óptica. 2005. 198 f. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

MENDES, M. I. P. História da ciência e hipertextos: uma proposta para o ensino de ciências. Revista Ciências

Humanas, Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 121-28, 2005.

POZO, J. I. A crise da educação científica: voltar ao básico ou voltar ao construtivismo? In: BARBERÁ, E. et al.O construtivismo na prática. Porto Alegre: Artmed, 2004. (Coleção Inovação Pedagógica, v. 9).

RODRIGUES, P.; DEMEIS, S. Chalenges for the science education in the western hemisphere: a brazilian perspective.

In: Barrére, M. (Ed.). Science and development. Paris: IORSTOM, 1996. v. 5.

ROSEMBERG, M.; BIRDZELL, L. Science e technology and the western miracle. Scientific American, v. 5, n. 263, p. 42-54, Nov. 1990.

SANTOS, A. F. A presença das ideias da Escola Tropicalista Baiana nas teses doutorais da Faculdade de Medicina (1850-1889). 2012. 252 f. Tese (Doutorado em História da Ciência) – Programa de Pós-Graduação em História da Ciência, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), São Paulo, 2012.

______. Centro de documentação digital em história da ciência (CDHL). In: LOPES, M. M.; HEIZER, A. Colecionismo,

prática de campos e representações. Campina Grande, PB: EDUEPB, 2011.

SANTOS, A. F. et al. O estabelecimento das ciências no Brasil: estudos de casos. In: BELTRAN, M. H. R.; FUMIKAZU, S.; TRINDADE, L. S. P. História da ciência – tópicos atuais. São Paulo: Livraria da Física, 2010.

SCHWARTZ, R. S., LEDERMAN, N. G.; CRAWFORD, B. A. Developing views of nature of science in an authentic

context: an explicit approach to bridging the gap between nature of science and scientific inquiry. Science Teacher

Education, Londres, p. 611-645, 2004.

SHIANG-YAO, L.; LEDERMAN, N. Exploring prospective teachers’worldviews and conceptions of nature of

science. International Journal of Science Education, Londres, v. 29, n. 10, p. 1281-1307, 2007.

SILVA, C. C. Estudos de história e filosofia das ciências. São Paulo: Livraria da Física, 2006.

UNESCO. Declaração de Budapeste – marco geral de ação, 1999. Disponível em:

wcs/esp/declaracion_s.htm>. Acesso em: 12 dez. 2012.

______. A ciência para o século XXI: uma nova visão e uma base de ação. 3. ed. 2005. Disponível em:

www.slideshare.net/ProfessorAdalbertoAzevedo/cinciaparaosc-xxi-unesco>. Acesso em: 12 dez. 2012.

VIDEIRA, A. Breves considerações sobre o método científico. In: SILVA, C. C. Estudos de história e filosofia

das ciências. São Paulo: Livraria da Física, 2006. p. 23-40.




DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2013.v22.n39.p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

 Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0