PELO ENRAIZAMENTO DA HISTÓRIA, MEMÓRIAS DE EDUCADORAS SERGIPANAS SE REVELAM

Raylane Andreza Dias Navarro Barreto, Joaquim Francisco Soares Guimarães

Resumo


O presente artigo é fruto de uma pesquisa em Educação e toma por objeto de estudo as narrativas orais das professoras Acinete Almeida Bispo (1932), Janete Aguiar de Souza Cruz (1939), Josefina Batista Hora (1928), Maria Isabel dos Santos (1930),
Maria Lita Silveira (1936), Maura Fontes Hora (1933) e Risoneuma Soares Feitosa (1943), residentes no município de Umbaúba, cidade localizada no sul sergipano; e tem como problemática as seguintes questões: Como as fontes orais podem ser utilizadas na pesquisa histórica? Como as memórias de educadores podem fazer parte dos domínios da História da Educação? O objetivo foi compreender como a pesquisa historiográfica pode se valer de relatos orais, sobretudo, de professoras idosas. Ao nos apropriarmos das memórias das professoras e concebê-las como fruto de sujeito fazedor de sua
própria história, buscamos na História Cultural e Social Inglesa, segundo Edward P. Thompson (1981), respaldo teórico para operarmos historiograficamente por lentes “vistas de baixo”. Para tal, fizemos uso do conceito de memória de Raphael Samuel (1997). O referencial teórico-metodológico foi construído a partir da metodologia da história oral, segundo as análises realizadas por Alberti (2005). Assim, podemos concluir que, muito embora existam múltiplos debates e discussões sobre o uso da memória na pesquisa historiográfica, aqui, neste trabalho, identificamos que a memória oral em muito alimentou a História. Neste caso específico, pode-se contemplar que o
uso da memória nos fez entender as práticas escolares e a cultura escolar no município de Umbaúba-SE, no período de 1955 a 1989.

Palavras-chave


Memória. Professoras. Umbaúba.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERTI, Verena. Manual de história oral. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

BARRETO, Raylane Andreza Dias Navarro; MESQUITA, Ilka Miglio de; SANTOS, Laísa Dias. História oral: metodologia constitutiva de narrativas históricas. Revista NUPEM, Campo Mourão, PR, v. 5, n. 8, p. 69-89, jan./jun. 2013.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembrança de velhos. 4. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

_____. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

FERREIRA, Marieta de Moraes; FERNANDES, Tania Maria; ALBERTI, Verena. História oral: desafios para o século XXI. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/Casa de Oswaldo Cruz/CPDOC/Fundação Getulio Vargas, 2000.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. História e narração em Walter Benjamin. 2. ed. rev. São Paulo: Perspectiva, 1999.

GUIMARÃES, Joaquim Francisco Soares. Memórias de educadoras sergipanas: práticas escolares e cultura escolar

no Município de Umbaúba-SE no período de 1955-1989. 2013. 157 f. (Mestrado em Educação) – Programa de

Pós-Graduação em Educação, Universidade Tiradentes (UNIT), Aracaju, 2013.

LADURIE, Emanuel Le Roy. Montaillow: cátaros e católicos numa aldeia Occitana 1924-134. Lisboa: Lugar da

História, 1997.

SAMUEL, Raphael. Documentação história local e história oral. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 9, n. 19, p. 219-243, fev. 1990.

______. Teatros de memória. Projeto História, São Paulo, n. 14, 1997. p. 41-81.

TEIVE, Gladys Mary Ghizoni; DALLABRIDA, Norberto. A escola da república: os grupos escolares e a modernização de ensino primário em Santa Catarina (1911-1918). – Campinas, SP: Mercado de Letras, 2011.

THOMPSON, E. P. A formação da classe operária inglesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

______. A miséria da teoria– ou um planetário de erros. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

VALDEMARIN, Vera Teresa. Lições de coisas: concepção científica e projeto modernizador para a sociedade.

Cadernos CEDES, Campinas, SP, v. 52, p. 74-78, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.21879/faeeba2358-0194.2014.v23.n42.p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2358-0194

 Classificação Qualis CAPES:

 Educação - A2

  Indexadores:

       

      

   

      

 

  Localização dos Acessos:


 

  Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0