MOBILIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO: DINÂMICAS DA PARTICIPAÇÃO SOCIAL NO JOGO DEMOCRÁTICO EM JUAZEIRO – BA

Claudio Roberto dos Santos De Almeida

Resumo


O presente artigo visa analisar o modo como a Esfera Pública tem sido constituída em Juazeiro e Petrolina (as duas cidades mais importantes do Sub-Médio São Francisco) a partir da atuação das associações organizadas em torno da experiência étnico-racial nestas cidades. O pano de fundo da presente análise consiste na compreensão de como estas cidades florescem enquanto ambientes nos quais se desdobram os processos interativos e identitários, direcionados à apresentação de demandas sociais ao Poder Público na região. Será feita uma análise das atuais possibilidades de incorporação das demandas das associações pelas administrações municipais locais e do modo como os dois munícipios têm lidado com legendas relacionadas às relações raciais. Para isto será alvo de atenção a dinâmica de atuação das organizações da sociedade civil e as ações do Estado no que tange à forma como a questão racial é interpretada e tratada por estes dois agentes.


Texto completo:

PDF

Referências


AVTRIZER, Leonardo. A participação social no Nordeste. In: __________ (Org.) A participação social no Nordeste. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

D’ADESKY, Jackes. Racismos e Anti-Racismos no Brasil: Pluralismo Étnico e Multiculturalismo. Rio de Janeiro: Pallas, 2009.

DOMINGUES, José Maurício. A Dialética da Modernização Conservadora e a Nova História do Brasil. In: Domingues, Maurício. Ensaios de Sociologia: Teoria e Pesquisa. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

FERNANDES, Florestan. A Revolução Burguesa no Brasil: Ensaio de Interpretação Sociológica. São Paulo: Editora Globo, 2010.

FRANCA, Celso. A Imagem do Vale: Reestruturação Agrícola e Mudança Social. Juazeiro: Editora Franciscana, 2008.

FRASER, Nancy. Da redistribuição ao Reconhecimento?: dilemas da justiça na era pós-socialista. Brasília: Editora UNB, 2001.

GOHN, Maria da Glória. Teoria de Movimentos Sociais: paradigmas clássicos e contemporâneos São Paulo: Edições Loyola, 2008.

_________Movimentos Sociais no Início do Século XXI: antigos e novos atores. Petrópolis: Vozes, 2007.

HABERMAS, Jürgen. Mudança Estrutural da Esfera Pública. Rio da Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

_________ Lutas por Reconhecimento no Estado Constitucional Democrático. In: _____ TAYLOR, Charles (org). Multiculturalismo. Lisboa: Instuto Piaget, 1994.

HONNETH, AXEL. Luta por Reconhecimento: A gramática moral dos conflitos políticos. São Paulo: Editora 34, 2003.

MILANI, Carlos. Participação social e Ação Publica na Bahia. In: AVTRIZER, Leonardo. (org). A participação SOCIAL no Nordeste. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

MOTA, Aurea. Fissuras na Estrutura do Mandonismo: transformações recentes e ampliação do escopo democrático na Bahia. In: AVTRIZER, Leonardo. (org). A Participação Social no Nordeste. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

SANTOS, Boaventura de Souza (org). Reconhecer para Libertar: os caminhos do cosmopolitismo multicultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

________ Pela mão de Alice: o Social e o Político na Pós-Modernidade. São Paulo: Ed. Cortez, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Encantar - Educação, Cultura e Sociedade

____________________________________________________________

Revista Encantar: Educação, Cultura e Sociedade

Pré-avaliação Qualis 2019: B2

Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias – DCHT Campus XVII
Universidade do Estado da Bahia - UNEB
revistaencatar@gmail.com.br

 

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional