REFLEXÕES SOBRE A EDUCAÇÃO FÍSICA ENQUANTO CULTURA CORPORAL DE MOVIMENTO E AS ESTRATÉGIAS DE GAMIFICAÇÃO APLICADAS NO ENSINO FUNDAMENTAL

CLEBER DE JESUS FIGUEIREDO, JOSEMEIRE MACHADO DIAS

Resumo


A propositiva desse texto resulta de vivências e inquietações intensas no campo da Educação Física, com saberes adquiridos por uma formação tecnicista na década de 1980, passando pelas discussões da Educação Física Escolar e seus conteúdos trabalhados, suas abordagens conceituais e o difícil diálogo com as áreas médicas, biológicas, de rendimento físico, dentre outras, que sempre se conflitam historicamente com as práticas docentes que consideram como ponto chave de trabalho o ser humano, historicamente criado e culturalmente desenvolvido de uma maneira integral e única. Essa pesquisa objetiva compreender como as estratégias de gamificação aplicadas à Educação Física enquanto Cultura Corporal de Movimento, contribuem no Ensino Fundamental. Neste sentido, através de uma abordagem qualitativa pautada na estratégia metodológica da Pesquisa Participante, apresentamos uma pesquisa exploratória imersiva na Escola Municipal Álvaro da Franca Rocha, localizada na cidade de Salvador - Ba, no bairro da Engomadeira, com a participação de 40 alunos do 5º ano do ensino Fundamental 1, com a faixa etária variando de 9 a 16 anos. A investigação que se apresenta neste texto, é parte integrante do Grupo de Geotecnologia, Educação e Contemporaneidade – GEOTEC, através do seu projeto articulador K-Lab – Laboratório de Projetos, Processos Educacionais e Tecnológicos e da pesquisa desenvolvida para o mestrado do Programa de Pós-Graduação Gestão e Tecnologias aplicadas à Educação – GESTEC, da Universidade do Estado da Bahia – UNEB. A escrita dessa pesquisa está dividida em quatro seções: “Revisitando a Educação Física no Brasil”, de 1964 aos dias atuais; “Reflexões sobre a Educação Física e Gamificação: enlaces conceituais”; “Do GEOTEC à Escola: Um caminho horizontalizado” e “Estratégias de Gamificação na Educação Física: Possibilidades Iniciais”. Apresentamos como parte deste estudo, duas estratégias, que podem ser ampliadas e redimensionadas para atendimento de público especifico. São elas: a) Trabalho sobre jogos e brincadeiras da Cultura Popular e b) Festival esportivo recreativo da escola. As descrições completas de cada estratégia, bem como os seus resultados, estarão disponíveis no site do projeto K-Lab (https://klab.com.br). Neste mesmo site, também poderão ser encontrados as ampliações das estratégias e direcionamentos da pesquisa. Com base nesse estudo, podemos apresentar algumas considerações, mas ainda de forma tímida, uma vez que a pesquisa se encontra em constante aperfeiçoamento, o que torna o site do K-Lab um elemento importante para o acompanhamento das suas versões e ampliações. Registra-se que na Educação Física não cabe mais a visão excludente e dicotômica corpo e sujeito. Nesse sentido, apresentamos esse trabalho no ensino fundamental enquanto cultura corporal de movimento, oportunizando aos alunos, perspectivas democráticas e inclusivas para a educação básica através dessa área de conhecimento.

Palavras-chave


Ensino Fundamental; Educação Física; Cultura Corporal de Movimento; Gamificação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CLEBER DE JESUS FIGUEIREDO, JOSEMEIRE MACHADO DIAS


 

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – Campus I
Rua Silveira Martins, 2555, Cabula – Salvador-BA
CEP 41.150-000
Prédio da Pós-Graduação em Educação – GEOTEC

 
ISSN: 2674-7227

PERIODICIDADE: Bienal

INDEXADORES E DIRETÓRIOS: 


Todo o conteúdo publicado nestes Anais está licenciado com uma Licença Creative Commons - Attribution-ShareAlike 4.0 International.