A ESCOLA E AS TIC COMO GUARDIÃS E DIFUSORAS DA HISTÓRIA E DA CULTURA DO LUGAR

ANTÔNIA REIS BARBOSA

Resumo


A escola se apresenta como espaço institucionalizado da educação formal e instrumento de promoção e inserção do jovem em sociedade. Competências e habilidades são exigidas hoje, desse jovem inserido no que chamamos mundo do trabalho, no qual cada um deve atuar de forma produtiva em favor de uma sociedade mais justa e igual. Essa sociedade ocidental contemporânea, também chamada de pós-moderna, caracteriza-se, segundo Lyotard, pelo uso intensivo das tecnologias da comunicação e informação (TIC), marcada pelo estado da cultura pós-transformações que afetaram a ciência, a literatura, as artes e o cotidiano a partir do final do século XIX. A responsabilidade da escola frente a esta realidade fomenta este trabalho que tem como objetivo apresentar o uso das TIC como dispositivo de mediação, registro e difusão da história e cultura escolar, do Colégio Estadual Governador Lomanto Jr - CEGLJ, no bairro de Itapuã, inserida neste espaço – tempo – lugar constituído de narrativas próprias pelo percorrido e incorporado no mundo do trabalho, a partir dos registros em diários, livros de atas, jornais, produções técnico-pedagógicas, registros particulares das dinâmicas e práticas escolares, das micro – histórias, narrativas e memórias identificadas e sistematizadas nesses registros, bem como as narrativas do lugar que constituem histórias e constroem identidades e lugares tornando-os espaços de memória com o objetivo de entender os processos de construção e formação para o trabalho neste locus. Para tanto, o trabalho será desenvolvido a partir de pesquisa aplicada, com identificação, catalogação, registro da história e cultura do trabalho em portal RedePub para guarda e difusão da memória do CEGLJ e do bairro de Itapuã, através de pesquisa colaborativa tendo como dispositivo o RedePub / GesPub entendendo-os como mediadores desse processo tendo em vista a melhoria dos processo de gestão escolar com vistas a implantação de proposta pedagógica que atenda aos anseios da comunidade local, na perspectiva da formação omnilateral, na perspectiva do trabalho pedagógico crítico-emancipatório, com vistas a interferir de maneira propositiva na forma de pensar e fazer educação, envolvendo a comunidade escolar nesse processo de produção de novas práticas escolares, tendo como princípio suas histórias e dinâmicas culturais fomentando o estabelecimento de novas diretrizes para orientar o currículo escolar no paradigma da sociedade da informação e comunicação de maneira que esta lógica fomente a reorientação dos projetos e práticas pedagógicas com vistas a nortear ações didáticas, enfatizando o lugar, as TIC , a experiência dos atores locais na produção de novos saberes; na difusão, salvaguarda e valorização da história e cultura a partir da conexão teoria –prática - internet; do estudo integrado e interdisciplinar e por projetos e por fim; na avaliação dessas ações na comunidade escolar e principalmente na formação do jovem, tendo em vista que tais ações e experiências, significativas para o lugar, não fiquem guardadas em papeis e arquivos digitais, reverberando no mundo a máxima do local para o global, introduzindo a escola na rede.

Palavras-chave


TIC; Lugar; Escola

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 ANTÔNIA REIS BARBOSA


 

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – Campus I
Rua Silveira Martins, 2555, Cabula – Salvador-BA
CEP 41.150-000
Prédio da Pós-Graduação em Educação – GEOTEC

 
ISSN: 2674-7227

PERIODICIDADE: Bienal

INDEXADORES E DIRETÓRIOS: 


Todo o conteúdo publicado nestes Anais está licenciado com uma Licença Creative Commons - Attribution-ShareAlike 4.0 International.