MÍDIAS SOCIAIS ON-LINE COMO RECURSO PEDAGÓGICO: A FORMAÇÃO DOS PROFESSORES E O USO DE PLATAFORMAS MIDIÁTICAS NO TRABALHO DOCENTE

LUCÍLIA INÊS ANDRADE GOMES

Resumo


A formação dos professores para o uso das Mídias Sociais On-line em seu fazer pedagógico foi o tema central deste estudo, cujo problema consistiu em investigar as dificuldades apresentadas pelos professores ao utilizarem as Mídias Sociais On-line no processo de ensino-aprendizagem. Partimos da hipótese de que os professores apresentam dificuldades na utilização das Mídias Sociais On-line no processo de ensino-aprendizagem em decorrência da sua formação docente. O objetivo geral do estudo foi analisar as dificuldades dos professores no uso das Mídias Sociais On-line no processo de ensino-aprendizagem, considerando os aspectos de sua formação docente. Para alcançar esse objetivo geral, elencamos como objetivos específicos identificar se o professor utiliza as Mídias Sociais On-line no processo ensino-aprendizagem; descrever os tipos de dificuldades encontradas pelo professor no uso das Mídias Sociais On-line; examinar as implicações dessas dificuldades diante do perfil do aluno da era tecnológica; e investigar se as dificuldades encontradas, no que diz respeito ao uso das Mídias Sociais On-line, em seu processo de ensino, estão relacionadas com sua formação docente. No tocante à metodologia, esta pesquisa se caracteriza como um estudo exploratório e descritivo e, como método de pesquisa, adotou-se o método de estudo de caso, com abordagem investigativa de natureza qualitativa. Como instrumento de coleta de dados, foi utilizada a aplicação de questionários entre professores que faziam parte da Secretaria Municipal de Educação de Salvador-BA (SMED), em 2016. A interpretação dos dados colhidos foi realizada com base no método da análise de conteúdo de Bardin (2006). Como resultados, as análises realizadas possibilitaram constatar que as dificuldades apresentadas pelos professores investigados tinham como principal motivo a falta de uma formação adequada tanto durante a graduação, como também posterior a ela. Constatou-se, também, que a falta de ações de formação continuada, seja por parte da SMED ou por parte do próprio docente, tem contribuído para as dificuldades que os mesmos apresentam ao utilizar as novas tecnologias e, principalmente, as Mídias Sociais On-line no processo educacional. Diante dos resultados obtidos, reforça-se, também, a necessidade de elaboração de uma proposta de formação continuada por parte da SMED para atender às necessidades dos professores, visando a uma maior interação destes com as tecnologias digitais, com foco na utilização das Mídias On-line no processo ensino-aprendizagem. Assim, concluímos que é necessário superar o velho modelo pedagógico, incorporar os novos e superar antigos paradigmas. É preciso compreender que as Mídias Sociais On-line não são o ponto fundamental no processo de ensino e aprendizagem, mas que a utilização de plataformas midiáticas pode auxiliar a mediação entre professor, aluno e saberes escolares.

Palavras-chave


Mídias Sociais On-line; Tecnologia da Informação e Comunicação; Formação docente

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 LUCÍLIA INÊS ANDRADE GOMES


 

Universidade do Estado da Bahia – UNEB – Campus I
Rua Silveira Martins, 2555, Cabula – Salvador-BA
CEP 41.150-000
Prédio da Pós-Graduação em Educação – GEOTEC

 
ISSN: 2674-7227

PERIODICIDADE: Bienal

INDEXADORES E DIRETÓRIOS: 


Todo o conteúdo publicado nestes Anais está licenciado com uma Licença Creative Commons - Attribution-ShareAlike 4.0 International.