EDUCAÇÃO AMBIENTAL E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: olhares sobre o curso técnico em meio ambiente do Centro Territorial de Educação Profissional do Litoral Norte e Agreste Baiano

Tereza Santos Farias

Resumo


O presente artigo enseja apresentar o percurso inicial da pesquisa “EDUCAÇÃO AMBIENTAL E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: olhares sobre o curso técnico em meio ambiente do CETEP do Litoral Norte e Agreste Baiano, que está inserida no projeto âncora “Espacialidade e Territorialidade dos Cursos Técnicos em Meio Ambiente da rede estadual de Educação Profissional”, fruto de convênio entre a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e a Superintendência de Educação Profissional (SUPROF), compondo, portanto, o Programa de Estudos do Trabalho (PROET). 

 

A pesquisa está sendo desenvolvida no âmbito do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Ambiental, Políticas Públicas e Gestão Social dos Territórios (GEPET), e anuncia como objetivo a investigação da educação ambiental no contexto do Curso Técnico em Meio Ambiente ofertado pelo Centro Territorial de Educação Profissional do Litoral Norte e Agreste Baiano, localizado no Território de Identidade 18. 

 

As categorias mais presentes nesse estudo são Educação Ambiental, Educação Profissional e Desenvolvimento Territorial Sustentável e as análises ensejam refletir sobre os limites e as possibilidades da educação ambiental na formação do técnico em meio ambiente, a partir da investigação sobre a organização curricular, o plano de curso e o discurso dos estudantes do curso técnico em meio ambiente do CETEP Litoral Norte e Agreste Baiano. 

 


Palavras-chave


Educação Ambiental, Educação Profissional, Desenvolvimento Territorial Sustentável

Texto completo:

PDF

Referências


AB’SÁBER, Aziz. Nacib. Os Domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

ANTUNES, Caio. A concepção de educação na obra de István Mészáros. In: Trabalho, educação e reprodução social: as contradições do capital no século XXI. Org: Batista, Eraldo Leme e Novaes, Henrique. Bauru, SP. Editora Canal 6, 2011.

ARAÚJO, V. R. D. Educação Ambiental no Contexto Escolar: saberes e práticas docentes. Salvador: EDUNEB, 2009.

ARAÚJO, Mayara Mychella Sena. A cidade de Alagoinhas na dinâmica da espacialidade funcional urbana da região litoral norte da bahia. 2009. Dissertação. Mestrado em Geografia. UFBA. Salvador, Bahia.

ARENDT, Hannah. A condição humana. 10º edição. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

BOFF, Leonardo. Saber Cuidar: ética do humano – compaixão pela Terra. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.

BARBIER, R. A pesquisa-ação. Brasília: Plano, 2002.

BITENCOURT , Fernando Dilmar. A educação profissional técnica de nível médio e o desenvolvimento local/regional: um estudo sobre a inserção da escola agrotécnica federal de sombrio na microrregião do extremo sul catarinense. 2009. Dissertação. Mestrado em Educação. UNB. Brasília, DF.

CET. Plano Territorial de Desenvolvimento Sustentável: Território de Identidade: TMS – Território Metropolitano de Salvador. Bahia: Colegiado Territorial do TMS, 2010.

DIAS, Genebaldo Freire. Educação Ambiental: princípios e prática. São Paulo: Gaia, 1993

DOWBOR, Ladislau. Educação e Desenvolvimento. Disponível em: Acesso em: 12/06/2013

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. A invenção ecológica: narrativas e trajetórias da educação ambiental no Brasil. 2º edição. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2002.

DEMO, Pedro. Metodologia científica em ciências sociais. 2 ed., São Paulo: Atlas, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997

FREIRE , Paulo. Educação como prática da Liberdade. 23 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2012.

LEFF, Enrique. Epistemologia Ambiental. São Paulo: Cortez, 2002.

LIMA, Antonio Almerico Biondi. Educação profissional para quê? Construindo a formação dos trabalhadores para além do falso consenso. Revista Trabalho e Educação, Instituto Integrar Ano XV, pág. 14 – 16, nº 07,

Novembro de 2011

LÜDKE, Menga & ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

LUZZI, Daniel. A “ambientalização” da educação formal. Um diálogo aberto na complexidade do campo educativo. In: LEFF, Enrique (Coord). A Complexidade Ambiental. São Paulo: Cortez, 2003

MATOS, Kelma Socorro Lopes. Juventudes e Educação Ambiental: construindo cidadania com os coletivos jovens. In: BRASIL. Juventude, Cidadania e Meio Ambiente: subsídio para elaboração de políticas públicas. MMA, MEC – Brasília: Unesco, 2006.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 10º edição. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2005.

NGOENHA, Severino Elias. O Retorno do Bom Selvagem. Uma perspectiva filosófico-africana do problema ecológico. Edições Salesianas: Porto, 1994

OLIVEIRA, Rosiska Darcy de, Oliveira, Miguel Darcy de. Pesquisa Social e Açao Educativa: conhecer a realidade para poder transformá-la. IN BRANDÃO, Carlos Rodrigues (org) Pesquisa Participante. São Paulo: Brasiliense, 1999.

PELIZZOLI, Marcelo. Ética Ambiental: fundamentos críticos In: Encontros e caminhos: formação de educadoras (es) ambientais e coletivos educadores. JUNIOR, Luiz Antonio Ferraro. Org. Brasília: MMA, Departamento de Educação Ambiental, 2007.

SLONSKI, Gladis Teresinha e GELSLEICHTER, Meimilany. A pesquisa em educação ambiental na educação profissional e tecnológica: tendências dos artigos publicados entre 2002 e 2012. VII EPEA – Encontro de Pesquisa em Educação Ambiental. Rio Claro, São Paulo, 2013.

SORRENTINO, Marcos. Crise Ambiental e Educação. In: Pensando e praticando a educação ambiental na gestão do meio ambiente. QUINTAS, José Silva.. IBAMA – Brasília. Ed. IBAMA, 2000.

SOUZA, Heron Ferreira. Desenvolvimento territorial no estado da Bahia: o caso das escolas agrotécnicas estaduais de Amargosa e Irecê, 2009.

Dissertação. Mestrado em Educação e Contemporaneidade, UNEB, Salvador, Bahia

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação. 12º edição. São Paulo: Cortez, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.