O ponto do beiju: uma encruzilhada estético-política

Érico da Silva França

Resumo


O Ponto do Beiju é uma comunidade alagoinhense, localizada às margens da Rodovia Alagoinhas-Salvador, BR 110. Notabilizada pelos aromas, sabores e formas do beiju (de coco maracujá, goiaba e molhado), a comunidade pontobeijuzense, promove prazer e felicidade a quem dela consome em Alagoinhas, Araçás, Feira de Santana, Dias D’Ávila e Salvador. apreciação visual-auditiva-tato-olfativa-gustativa da iguaria pontobeijuzense proporciona o contato do degustador com as linguagens socioculturais da comunidade, uma vez que essa arte culinária manifesta seu modo de vida. Um “ritual antropofágico” também é estabelecido entre o apreciador do beiju e o artífice beijuzeiro. Este transfere – de maneira metafísica – a sua vida (sangue, suor, lágrimas, alegria, satisfação, angústia, medo...) no seu ritual produtivo, enquanto aquele a devora. Nesse sentido, produzir uma documentação memorialística dos saberes e fazeres do beiju, amparada na construção do conhecimento histórico e crítico-cultural, bem como nos métodos da pesquisa documental impressa e da pesquisa-ação, pode possibilitar o entendimento dos aspectos simbólicos e estéticos responsáveis pela formação e manutenção, permanências e ressignificações da cultura e linguagem da comunidade pontobeijuzense.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.